Versão mobile

Corrupção

Operador do mensalão propõe acordo de delação premiada na Lava-Jato, diz jornal

Advogado de Marcos Valério oferece contribuição em troca de redução da pena de 37 anos de prisão

09/01/2016 - 22h46min | Atualizada em 09/01/2016 - 22h52min
Operador do mensalão propõe acordo de delação premiada na Lava-Jato, diz jornal Ver Descrição/Ver Descrição
O empresário Marcos Valério Fernandes de Souza Foto: Ver Descrição / Ver Descrição

O empresário Marcos Valério Fernandes de Souza propôs aos procuradores da Operação Lava- Jato um acordo de delação premiada. Em troca, sua defesa pede benefícios em eventuais novos processos e mesmo redução da pena de 37 anos de prisão que cumpre por participação no esquema do mensalão, do qual era operador. 

Valério, por meio de seu advogado Marcelo Leonardo, afirma que está disposto a revelar elos entre os dois escândalos, segundo reportagem do jornal O Estado de S. Paulo. Leonardo levou a proposta aos procuradores do Paraná em dezembro, mas o caso terá de ser analisado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pois todos os réus do mensalão foram julgados pelo Supremo Tribunal Federal, inclusive os que não possuíam foro privilegiado. 

Marcos Valério é condenado no mensalão mineiro  

Ao pedir a prisão do pecuarista José Carlos Bumlai, a força-tarefa da Lava-Jato citou um trecho do depoimento prestado por Valério em setembro de 2012 à Procuradoria-Geral da República. Na ocasião, na reta final do julgamento no STF, o empresário mineiro tentou, sem sucesso, um acordo de delação premiada — um mês depois a Corte o condenou a 40 anos de prisão, pena que foi reduzida posteriormente com a anulação da sentença pelo crime de quadrilha. 

STF autoriza quebra de sigilos do ex-ministro Edison Lobão

Valério afirmou na época que foi informado pelo ex-secretário-geral do PT Silvio Pereira que o pecuarista havia captado empréstimo de R$ 6 milhões no Banco Schahin e depois ficou sabendo que esse montante foi transferido para Ronan Maria Pinto, empresário de Santo André (SP) que estaria chantageando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os ex-ministros José Dirceu e Gilberto Carvalho no episódio envolvendo o assassinato do ex-prefeito da cidade Celso Daniel (PT), em 2002. 

* Zero Hora

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.