Versão mobile

Consequências do temporal

Sem luz em casa, moradores buscam tomadas em supermercado para recarregar celulares na Capital

Temporal que atingiu Porto Alegre na noite de sexta deixou milhares sem energia elétrica. Zaffari da Múcio Teixeira disponibilizou tomadas

Por: Débora Cademartori
30/01/2016 - 19h08min | Atualizada em 30/01/2016 - 19h24min
Sem luz em casa, moradores buscam tomadas em supermercado para recarregar celulares na Capital Félix Zucco/Agencia RBS
Moradores fizeram filas para carregar aparelhos Foto: Félix Zucco / Agencia RBS

O temporal que atingiu Porto Alegre na noite de sexta-feira causou prejuízos e deixou milhares sem energia elétrica. Além da busca por orelhões, a falta de luz levou algumas pessoas a correrem atrás de uma tomada energizada para recarregar seus celulares, já sem bateria. 

No fim da tarde deste sábado, dezenas de moradores do bairro Menino Deus foram até o  Zaffari da rua Múcio Teixeira para "ressuscitar" seus aparelhos. 

Foto: Félix Zucco / Agencia RBS

A farmacêutica Cristine Falcão estava na fila para usar as tomadas. Sem energia e consequentemente sem bateria no celular, ela não conseguiu se comunicar com a mãe, que mora no liroral sul do Estado. 

12 horas depois do temporal, porto-alegrenses correm atrás do prejuízo  

— Moro aqui no bairro, não tenho luz, minha mãe está me ligando da praia do Cassino e eu estou zerada de bateria. Me falaram que o mercado estava funcionando e aí vim carregar. Vou ir às compras, mas primeiro quero garantir a bateria — disse ela. 

Foto: Félix Zucco / Agencia RBS

As pessoas que usavam as tomadas formavam rodas de conversa enquanto esperavam para recarregar seus aparelhos. O professor João Celiani ficou sem bateria no celular e lembrou do gerador do supermercado.

Noite de sábado deve ter novo temporal, mas sem ventos fortes  

— Não tenho luz em casa e aí lancei mão do Zaffari, me lembrei que eles têm gerador. Vou esperar carregar o máximo e até amanhã (domingo) eu tenho garantido. Amanhã eu volto — brincou ele, que também foi ao local comprar gelo e velas. 

Foto: Félix Zucco / Agencia RBS

A disponibilidade das tomadas do supermercado não foi anunciada, mas a gerência resolveu ceder a energia mantida pelo gerador do estabelecimento. Conforme o Zaffari da Múcio Teixeira, a grande procura esgotou os estoques de gelo, fósforos, velas, lâmpadas e caixas de isopor. 

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.