Contra decisão

Manifestantes fazem protesto em frente a apartamento de Teori Zavascki em Porto Alegre

Grupo foi até o condomínio, no bairro Bela Vista, após ministro determinar que Sergio Moro envie investigação sobre Lula para o STF

Por: Vanessa Kannenberg
23/03/2016 - 10h15min | Atualizada em 23/03/2016 - 11h29min
Manifestantes fazem protesto em frente a apartamento de Teori Zavascki em Porto Alegre La Banda Loka Liberal / Reprodução Facebook/Reprodução Facebook
Foto: La Banda Loka Liberal / Reprodução Facebook / Reprodução Facebook

Após saber da decisão do ministro Teori Zavascki, que determinou na noite de terça-feira que o juiz Sergio Moro envie para o Supremo Tribunal Federal (STF) as investigações da Operação Lava-Jato que envolvem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, um grupo de pessoas que estava acampado no Parque Moinhos de Vento (Parcão), em Porto Alegre, fez um protesto em frente ao condomínio de Teori. Em Brasília, houve manifestação junto ao Palácio Planalto.

Liderados pelo grupo antigoverno La Banda Loka Liberal, os manifestantes foram a pé até o prédio no bairro Bela Vista, a cerca de um quilômetro e meio do Parcão. Vestidos de verde e amarelo, eles tocaram cânticos de torcidas adaptados e penduraram faixas no portão, onde se lia frases como "Teori Zavascki pelego do PT" e "Teori traidor". Na manhã desta quarta-feira, não havia mais nenhuma faixa no local. 

Agora em frente a casa do teori zavascki

Publicado por La Banda Loka Liberal em Terça, 22 de março de 2016

Leia mais
Grupos pró e contra o impeachment fazem atos simultâneos na PUCRS  
Governo pede que investigações contra Lula sejam enviadas ao STF  
Ministra nega pedido de Lula para manter investigações  

Na avaliação de Fábio Born, um dos membros do La Banda Loka Liberal, o protesto durou pouco, cerca de 20 minutos, mas foi positivo porque recebeu apoio de vizinhos, alguns que se uniram a eles e outros batendo panelas nas janelas. Nesta quarta-feira, eles programam uma nova manifestação contra a decisão do ministro no Parcão.

A determinação de Teori Zavascki, relator da Operação Lava-Jato no Supremo, não derruba decisão do ministro Gilmar Mendes, da última sexta, que suspendeu a nomeação de Lula do cargo de ministro da Casa Civil. Mas inviabiliza outra determinação de Gilmar Mendes que, na mesma decisão, havia determinado que as investigações sobre Lula ficariam com Moro.

ZH tentou contato com o gabinete de Teori, mas, devido à Semana Santa, o STF não tem expediente nesta quarta-feira.

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.