Genebra

Conferência de Desenvolvimento da ONU pede reforma global

21/09/2016 - 15h01min

A Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD) lançou, nesta quarta-feira seu relatório anual, em mensagem para reformar a fundo das políticas econômicas e relançar o crescimento.

"A economia mundial precisa de uma reforma global depois de seis anos consecutivos de crescimento fraco", informou o relatório.

O organismo pede "políticas macroeconômicas audazes, o reforço da regulamentação financeira e políticas industriais ativas".

Segundo o secretário geral da (UNCTAD), Mukhisa Kituyi, os responsáveis políticos do mundo todo tem que implementar reformas "ambiciosas" e evitar as "ações tíbias".

A agência da ONU prevê um crescimento mundial de 2,3% em 2016, uma queda em relação aos 2,5% de 2014 e 2015.

"Em 2016, o crescimento mundial ficaria muito abaixo de 2,5% de 2014 e 2015, e os economistas da UNTAD não ficariam surpresos se fosse inferior", diz o organismo em um comunicado, que aposta em 2,3%.

Por países, o crescimento no Estados Unidos em 2016 deveria ser inferior ao da União Europeia (1,6% e 1,8%, respectivamente), algo que não acontecia há sete anos.

Nos países em desenvolvimento o crescimento também cairá em 2016, com uma taxa prevista de 3,8% (frente aos 3,9% de 2015).

No caso da América Latina, a UNCTAD prevê um crescimento negativo este ano de -0,2% (frente aos +0,2% de 2015), puxado pelo Brasil (-3,8%).

* AFP

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.