Washington

Fed mantém taxa de juros entre 0,25% e 0,50%

21/09/2016 - 17h06min

Por maioria, o Federal Reserve (Fed) decidiu nesta quarta-feira manter inalterada sua taxa básica de juros nos Estados Unidos.

Embora tenha reconhecido um aumento da atividade em relação ao primeiro semestre do ano, o comitê monetário do Fed (FOMC) encontrou persistentes sintomas de fraqueza e reduziu de 2,0% para 1,8% sua previsão de crescimento do PIB em 2016.

O comitê, ainda assim, demonstrou confiança de que a economia continuará crescendo no segundo semestre e disse que prevê um aumento dos juros antes do final do ano.

Dados recentes "indicam que o mercado de trabalho continua se fortalecendo e que a atividade econômica aumentou de seu modesto ritmo na primeira metade deste ano", disse o FOMC em seu comunicado.

"Embora a taxa de desemprego tenha mudado um pouco nos últimos meses, a incorporação de novos postos de trabalho e sólida", acrescentou.

No entanto, acrescentou que são necessárias mais sinais de que a economia caminha para o pleno emprego, enquanto a taxa de desocupação se encontra em 4,9% e a inflação se orienta para a meta de 2%.

"O comitê considera que o contexto para um aumento dos juros tem se fortalecido, mas decidiu, no momento, esperar novas evidências sobre o progresso em direção às metas", diz o comunicado.

Essa decisão mantém os juros entre 0,25% e 0,50%, abaixo do que o Fed vislumbrava no começo do ano.

Após sua reunião de dois dias, o comitê mostrou a maior divisão interna desde dezembro de 2014, já que três de seus 10 membros se pronunciaram a favor do aumento dos juros.

"O Fed deixou os juros em modo de espera, mas disparou a guerra interna", comentou Ian Shpeherdson, da Pantheon Macroeconomics.

No entanto, considerou que o comunicado é "claramente mais ousado do que o de julho" por prever o aumento para dezembro.

* AFP

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.