Nações Unidas

Índia é obstáculo para paz, diz premiê do Paquistão

21/09/2016 - 17h43min

O primeiro-ministro paquistanês, Nawaz Sharif, criticou a Índia nesta quarta-feira (21) pelo aumento das tensões na Caxemira, ao afirmar na Assembleia Geral da ONU que Nova Délhi é um obstáculo para a paz.

Na terça-feira (20), houve troca de disparos na disputada fronteira da Caxemira entre ambos os vizinhos que possuem armas nucleares, dois dias depois que 18 soldados indianos foram abatidos em um ataque atribuído a militantes que operam do Paquistão.

O ataque de domingo (18) foi o pior desse tipo nessa dividida região dos Himalaias em mais de uma década.

"A comunidade internacional ignora o perigo de um aumento de tensões no Sul da Ásia, a seu próprio risco", disse Sharif na Assembleia Geral.

"O Paquistão quer a paz com a Índia. Fizemos um grande esforço para alcançá-la", acrescentou.

"Mas a Índia impôs pré-condições inaceitáveis para se comprometer com um diálogo", completou.

"Deixem-nos esclarecer: as conversas não são nenhum favor para o Paquistão. As conversas estão no interesse de ambos os países. Elas são essenciais para resolver nossas diferenças", indicou o premiê.

A Caxemira está dividida entre Índia e Paquistão desde o fim do domínio britânico em 1947. Ambos os países reivindicam esse território nos Himalaias e travaram duas guerras por ele.

jm/ch/fj/tt

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.