Norte do RS

MPF denuncia 19 indígenas pela morte de dois agricultores em Faxinalzinho

Anderson Souza, 27 anos, e Alcemar Souza, 41 anos, foram mortos em 2014, depois que furaram o bloqueio de uma estrada

21/09/2016 - 19h20min
MPF denuncia 19 indígenas pela morte de dois agricultores em Faxinalzinho Bruno Alencastro/Agencia RBS
Mortes ocorreram em abril de 2014 em uma das estradas vicinais do município Foto: Bruno Alencastro / Agencia RBS

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou, nesta quarta-feira, 19 indígenas pelo assassinato dos irmãos agricultores Alcemar Batista de Souza e Anderson de Souza, em Faxinalzinho, no Norte do Estado. O crime aconteceu em abril de 2014. As informações são da Rádio Gaúcha.

Conforme a denúncia, os irmãos foram mortos ao liberar o bloqueio de uma das estradas vicinais onde os índios protestavam pedindo a demarcação de terras. O grupo de 19 indígenas, que faz parte do Acampamento Kandóia, armados com espingardas, pedras e pedaços de pau, perseguiu e assassinou as vítimas dentro de um milharal.

Leia também:
Inquérito traz detalhes da morte de agricultores em Faxinalzinho

Os responsáveis pelo crime foram vistos "logo após os crimes, por mais de uma testemunha, num contexto em que alguns portavam armas de fogo e outros objetos contundentes, com vestígios de sangue na roupa, e, especialmente, correndo em sentido oposto ao ponto onde foram executadas as vítimas".

O grupo irá responder pelo crime de homicídio, podendo pegar penas que chegam a 30 anos de reclusão. A denúncia do MPF será analisada na Vara Federal de Erechim.

O crime
No dia 28 de abril de 2014, dois agricultores foram mortos após confronto com indígenas na área rural de Faxinalzinho. O crime ocorreu na estrada que dá acesso às Linhas Faxinal Grande e Coxilhão.

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.