Violência

Neste ano, 11 foram mortos em confrontos com a polícia em Caxias

Em todo o Estado, foram 58 casos no primeiro semestre, mais do que o dobro que no mesmo período de 2015

Por: Pioneiro
19/10/2016 - 10h08min | Atualizada em 19/10/2016 - 10h12min
Neste ano, 11 foram mortos em confrontos com a polícia em Caxias Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Em uma rua estreita, com a pouca iluminação prejudicada pela chuva, e na base de uma íngreme escadaria de acesso a moradias. Foi neste cenário da Vila Ipiranga que policiais militares confrontaram o grupo que havia atirado mais de 40 vezes para matar o casal no bairro Planalto minutos antes. Com esses quatro casos, confrontos entre a BM e criminosos já resultaram em 11 mortes de civis na cidade desde o início do ano. No Estado, 58 foram abatidos em confrontos no primeiro semestre – mais do que o dobro que no mesmo período de 2015, com 28 casos, e 81% mais do que o antigo recorde (32), em 2012.

O comandante do 12º BPM, major Jorge Emerson Ribas, não vê excessos na atuação da corporação em Caxias do Sul, mas um acirramento da violência forçado pela impunidade.

— O sentimento que tenho é de que isso tudo é reflexo da sensação de impunidade, do prende e solta. Cada vez mais, eles (criminosos) procuram executar seus adversários e a polícia está no meio disso. É uma situação agravada pelas cadeias lotadas, pelo albergue interditado, por presos em prisão domiciliar que praticam crimes. São falhas que forçam o agravamento — diz.

Leia mais
Acerto entre criminosos afeta qualidade de vida da população
Ciro Fabres: a vida no contêiner
Governo deve enviar PMs para a Serra após 120 assassinatos no ano
"Era uma guria do bem, não queria violência", lamenta irmão de jovem morta
"Estavam bem armados e com a certeza do que iriam fazer", diz delegado sobre duplo homicídio em Caxias
Seis pessoas são mortas em menos de uma hora em Caxias do Sul 
"Mais 90 dias, no mínimo", diz Schirmer sobre a Força Nacional de Segurança no RS


Ele acredita que o confronto na Vila Ipiranga tende a reduzir os assassinatos em Caxias.

— Esse grupo saiu para executar pessoas. É importante enaltecer o trabalho destes policiais. Enfrentaram uma quadrilha armada em um local de difícil acesso e, felizmente, nenhum policial restou ferido — ressalta.

A BM abriu um inquérito para apurar se houve excesso na ação dos policiais.

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.