Tempo

Rio Grande do Sul registra chuva forte, granizo e ventania neste domingo 

Em Nova Bassano, na Serra gaúcha, cerca de 100 casas foram afetadas pelas pedras de gelo 

Por: Zero Hora
16/10/2016 - 19h24min | Atualizada em 16/10/2016 - 21h56min
Rio Grande do Sul registra chuva forte, granizo e ventania neste domingo  Tiago Toazza/Arquivo Pessoal
Foto: Tiago Toazza / Arquivo Pessoal

Neste domingo, boa parte do Rio Grande do Sul foi atingida por um alto volume de chuva e granizo em alguns municípios do Estado. Cidades das regiões Sul, da Campanha, Central e da Serra estão entre as mais afetadas pela chuva. A cidade de Nova Bassano, na Serra gaúcha, foi atingida por uma forte chuva na tarde deste domingo. Segundo informações da Defesa Civil da cidade, cerca de 100 residências foram afetadas pelo fenômeno — não há desabrigados ou desalojados.

Leia mais:
Tempo se mantém chuvoso no Rio Grande do Sul no domingo
Em uma hora e meia, Uruguaiana registra 60% da chuva esperada para o mês

O fenômeno também danificou plantações de tomate e videiras. Uma equipe do órgão distribui lonas para as famílias prejudicadas. Ainda não há informações sobre a dimensão dos estragos. Segundo a Defesa Civil, o bairro mais atingido foi o Bassanense. O quartel do Corpo de Bombeiros ficou alagado depois que o granizo quebrou o telhado do prédio. Foram pelo menos cinco minutos de precipitação intensa. 

Houve falta de luz em diversos pontos do município. As demais cidades da Serra não teriam sido afetadas, afirmam os bombeiros. As cidades de Gramado, Encruzilhada do Sul e Progresso também foram atingidas pelo fenômeno, mas de maneira mais fraca e sem estragos, segundo a Defesa Civil estadual. 

Segundo a Defesa Civil, em Santa Cruz do Sul, foram registrados destelhamentos parciais em algumas casas, quedas de árvores e danos em algumas estruturas do Parque da Oktoberfest, mas não foram identificados feridos. Em Uruguaiana, um galpão foi destruído pela força do vento. Segundo a Somar Meteorologia, o alto volume de chuva que atingiu o Estado no fim deste fim de semana se originou a partir de um sistema de baixa pressão atmosférica, que teve início na região Nordeste argentina.

Galpão ficou destelhado após temporal em Uruguaiana Foto: Divulgação / Defesa Civil

As cidades que registraram maiores acumulados de chuva, conforme a Somar, foram: Canguçu (41.8mm), Jaguarão (39mm), Pelotas (38mm), Bagé (36mm), Caçapava o Sul (34mm), Canela (30mm) e Rio Grande (28mm).

O vento também foi forte em outras regiões do Estado neste domingo. Ao menos cinco municípios registraram rajadas a cima de 70 km/h. As rajadas foram mais forte em Quaraí (115 km/h), Vacaria (86.4 km/h), Rio Grande (73.8 km/h), Rio Pardo (72.7 km/h) e São Vicente do Sul (71.6 km/h).

 Pancadas de chuva e vento forte na Capital 

Uma forte pancada chuva atingiu Porto Alegre na tarde deste domingo. Por volta das 14h, segundo a Somar Meteorologia, foram registradas rajadas de vento de até 85 km/h. Ainda conforme a Somar, neste domingo, choveu 17.4mm na Capital gaúcha. Ainda existe possibilidade de chuva fraca e menos constante para o fim do dia. 

De acordo com a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), transtornos no trânsito foram registrados nas avenidas Mariland, na altura do número 639, e Veiga, próximo ao número 687, a queda árvores interrompe a circulação de veículos no local, a EPTC aguarda servidores da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Smam) e do Corpo de Bombeiros para desobstruir as vias. 

Semáforos dos cruzamentos da Rua Vicente da Fontoura com a Avenida Protásio Alves e das avenidas Bento Gonçalves e Antônio de Carvalho não estão funcionando devido à falta de energia elétrica. Equipes da EPTC estão no local para orientar os motoristas. O conserto da rede de energia deverá ser feito pela CEEE. Conforme a EPTC, a ventania que atingiu a Capital causou a queda de galhos em diversos pontos da cidade, principalmente na região da Avenida Protásio Alves. Segundo o Corpo de Bombeiros de Porto Alegre, não foram registrados pontos de alagamentos na cidade.

Segundo o Departamento Municipal de Água e Esgoto (DMAE), a Estação de Abastecimento da Região das Ilhas, que atende às ilhas das Flores, dos Marinheiros e do Pavão, não está funcionando pela falta de energia elétrica. 

A assessoria de comunicação da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) informou que alguns pontos de bairros da zona sul de Porto Alegre estão sem energia elétrica, mas que equipes da companhia estão trabalhando nos locais para identificar o problema e restabelecer o serviço. Segundo a CEEE, ainda não foi possível estimar o número de clientes afetados pela falta de luz. 

A Somar Meteorologia alerta para possibilidade de alto volume de chuva em Porto Alegre na segunda e terça-feira. Estão previstos volumes de chuva na casa dos 40mm e 50mm para os dois dias. A partir de quarta-feira, a instabilidade começa a ficar mais moderada e o tempo seco deve ser registrado a partir de sexta-feira na Capital. 

Semana será chuvosa no Estado 

Segundo projeções da Somar Meteorologia, ainda existe possibilidade de chuva forte ao longo de todo o dia desta segunda-feira. As regiões Sul (36mm), Norte (24mm) e Oeste (17mm) devem ser as regiões mais afetadas pela instabilidade que seguirá no Rio Grande do Sul até a próxima quinta-feira. Existe a chance de granizo e descargas elétricas nessas regiões.

O clima seco deverá voltar ao Estado apenas na sexta-feira, quando a chuva vai começar a deixar o Estado.Mesmo com a chuva, as temperaturas não devem sofrer grandes alterações, e o Estado continuará registrando calor e tempo mais abafado.

*Zero Hora com informações do jornal Pioneiro

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.