Infraestrutura

Abandono e promessas rodam juntos pela RSC-453, entre Garibaldi e Farroupilha

Melhorias foram anunciadas ainda em 2010, porém, trecho de 18 quilômetros recebe apenas medidas paliativas

Por: Cristiane Barcelos
12/01/2017 - 09h35min | Atualizada em 12/01/2017 - 09h35min
Abandono e promessas rodam juntos pela RSC-453, entre Garibaldi e Farroupilha Diogo Sallaberry / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Diogo Sallaberry / Agência RBS / Agência RBS  

Incrustados na malha rodoviária da Serra, menos de 20 quilômetros da RSC-453 parecem ter sido esquecidos por sucessivos governos. Entra ano, sai ano, o cenário não muda: buracos, falta de acostamento, sinalização apagada e placas encobertas pelo mato no percurso entre Farroupilha e Garibaldi. Para piorar, 18 quilômetros do trecho não são sequer duplicados.

Leia mais
Estacionamento volta a ser proibido no Largo da Estação Férrea, em Caxias
Novo aplicativo de transporte promete operar na Serra a partir de março 


A impressão de abandono é reverberada até por quem vem de fora — e leva consigo essa imagem da Serra Gaúcha. Os números assustam: nos últimos sete anos, pelo menos 49 pessoas perderam a vida em acidentes. Os motivos são mais do que suficientes para uma mobilização por melhoras, seja da comunidade ou do poder público.

Clique na imagem abaixo para ler a reportagem completa.

Abandono e mortes marcam a RSC-453


 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.