Uber x táxis

Após novas agressões a motoristas do Uber em Caxias, vereadores vão encaminhar denúncias ao MP 

Profissionais cobram segurança e alertam que há o risco real de incidentes graves. Denúncias contra taxistas foram entregues aos vereadores

Por: Maurício Tonetto
16/02/2017 - 15h36min | Atualizada em 16/02/2017 - 17h15min
Após novas agressões a motoristas do Uber em Caxias, vereadores vão encaminhar denúncias ao MP  Marcelo Casagrande/Agencia RBS
A Comissão de Direitos Humanos da Câmara vai levar as queixas ao Ministério Público (MP) e pedirá a abertura de inquéritos contra os acusados Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS  

Preocupados com a recente onda de ameaças e agressões de taxistas, motoristas do Uber relataram nesta quinta-feira, no Plenário da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul, situações de perigo e constrangimento que vêm ocorrendo na cidade, principalmente à noite. Os profissionais cobram segurança e alertam que há o risco real de incidentes graves. Denúncias contra taxistas foram encaminhadas aos vereadores.

Leia mais
Secretaria de Trânsito quer ouvir taxistas e motoristas de aplicativos em Caxias
Discussão termina na polícia e eleva tensão entre táxis e Uber em Caxias
Uber passa a cobrar taxa extra de R$ 0,75 por viagem no Brasil


A Comissão de Direitos Humanos da Câmara vai levar as queixas ao Ministério Público (MP) e pedirá a abertura de inquéritos contra os acusados. Além disso, os vereadores se reunirão com a Brigada Militar e a Polícia Civil para esclarecer denúncias de suposta omissão dos agentes em favor dos taxistas. O local mais tenso é a Estação Férrea.

— Atiraram uma pedra no vidro traseiro do meu carro na Estação há poucos dias. O que fiz de errado? Estou trabalhando — falou uma das vítimas, Samuel Mazotti.

— Estou desempregado há um ano e meio. Essa renda leva pão e leite para minha casa. Se permanecer a violência, o que faremos? — questionou Volmir Moacir.

A secretária municipal de Urbanismo, Mirangela Rossi, garantiu que conversará com as demais secretarias e com o prefeito Daniel Guerra para buscar soluções a curto prazo. O impasse, porém, só estará solucionado quando o serviço do aplicativo for regularizado. Há um projeto tramitando na Câmara, sem previsão de votação.

— Faremos os encaminhamentos pertinentes — limitou-se a dizer Mirangela.

Um dos profissionais do Uber mais exaltados na reunião na Câmara, Carlos Luz classificou a categoria dos taxistas como "máfia", e foi bastante aplaudido pelos colegas:

— É uma máfia! Está acabando porque presta um serviço péssimo. Como pode o Uber, em quatro meses, ameaçar 40 anos de história? Por que (o táxi) é horrível.

O Uber começou a operar no final do ano passado em Caxias. O sindicato que representa os taxistas no município reconhece que a qualidade do serviço precisa melhorar e pede que a Câmara aprove com urgência a regularização.

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.