Legislativo

Vereadores de Caxias gastaram quase R$ 65 mil em selos de cartas em 2016 

Despesa foi reduzida em 73% com relação ao ano anterior 

16/02/2017 - 13h34min | Atualizada em 16/02/2017 - 13h34min
Vereadores de Caxias gastaram quase R$ 65 mil em selos de cartas em 2016  Roni Rigon/Agencia RBS
Foto: Roni Rigon / Agencia RBS  

Mesmo com o aumento do uso de e-mails e aplicativos de mensagens de celular, os vereadores de Caxias do Sul encaminharam, em média, 252 cartas por dia em 2016. A despesa foi R$ 64.814,50 para comprar 92.400 selos. Apesar disso, houve um enxugamento de 73% na despesa em relação a 2015, quando o gasto foi de R$ 243.500 para comprar 182 mil selos. As informações são da Gaúcha Serra.

Os parlamentares que mais enviaram correspondências no ano passado foram Arlindo Bandeira (PP), Gustavo Toigo (PDT) e Rafael Bueno (PDT). Cada um utilizou 8.400 selos. Mas, proporcionalmente ao tempo que ficaram na Câmara, Ana Corso (PT), que assumiu uma cadeira em 18 de fevereiro no lugar de Kiko Girardi, expulso do partido, e Washington Cerqueirh  a (PDT), que ficou na Câmara até 1ª de abril, também gastaram o limite de 700 selos por mês disponíveis. Os dados foram solicitados à Câmara de Vereadores pela Gaúcha Serra por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI).

Leia mais
Como é a rotina da Câmara de Vereadores com o novo horário das sessões
"É chover no molhado", diz vice-prefeito de Caxias sobre comissão para analisar ocupação da Maesa
Soberanas da Festa da Uva explicam por que não participaram da Festa da Vindima em Caxias

As cartas costumam servir para prestação de contas do trabalho dos vereadores e também para prestar homenagens à determinada pessoa em datas comemorativas. A redução no gasto foi resultado de um novo sistema em que os vereador tem de solicitar a quantidade de selos que precisa por mês. Antes, cada um recebia os 700 selos por mês de forma automática. A mesa diretora e as bancadas não têm direito ao envio de correspondência. 

O presidente da Casa, Felipe Gremelmaier, diz que ainda é cedo para avaliar como será o comportamento dos vereadores nessa Legislatura, mas afirma que a percepção inicial é de redução no uso de selos. Segundo ele, a sugestão é de utilizar alternativas do meio digital, como e-mails e mensagens de texto por meio de aplicativos de celular. Além disso, destaca que a Câmara tomou novas medidas de contenção de gastos. Entre elas, o projeto, aprovado na manhã desta quinta-feira, que diminui as homenagens prestadas anualmente. Com a aprovação da proposta, serão cinco realizadas em anos ímpares e outras cinco em anos pares. A economia ocorre, por exemplo, com a distribuição de um número menor de troféus. Além disso, empresas e entidades só poderão ser homenageadas duas vezes a cada 50 anos. A regra anterior era de homenagens a cada cinco anos.

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.