Cooperação técnica

Controladoria da União e BNDES fecham acordo por acesso à informação

Em maio do ano passado, instituições celebraram outra aliança, que permitiu o compartilhamento de dados protegidos pelo sigilo bancário

Por: Estadão Conteúdo
16/03/2017 - 15h40min | Atualizada em 16/03/2017 - 15h40min

O Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU) e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) assinaram nesta quinta-feira acordo para a ampliação da cooperação técnica já existente entre as duas instituições.

O documento visa aperfeiçoar mecanismos de transparência e acesso a informações públicas.

O acordo tem por objetivo ampliar a troca de experiências entre os profissionais das duas instituições sobre iniciativas de promoção do direito à participação social e o acesso à informação, destacou a Assessoria de Comunicação Social do Ministério da Transparência.

Leia mais
Desembolsos do BNDES somam R$ 4,733 bi em janeiro, queda de 20%
AGU e CGU passam a analisar conjuntamente novos acordos de leniência
TCU investiga se Ministério da Transparência ajudou empresas investigadas na Lava-Jato

Entre as ações conjuntas previstas no acordo estão a capacitação de gestores e empregados, realização de eventos, aprimoramento de mecanismos de atendimento ao cidadão e compartilhamento de documentos e normas de execução e fiscalização.

A vigência do acordo é de cinco anos, prorrogável por igual período.

O acordo de cooperação foi assinado às 9h em Brasília, pelo secretário-executivo do Ministério da Transparência, Wagner Rosário, e pelo diretor das áreas de Gestão de Riscos, Tecnologia da Informação e Controladoria do BNDES, Ricardo Baldin, na abertura do Seminário Internacional de Transparência e Acesso à Informação, no Auditório do Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Intercâmbio

O acordo de cooperação técnica já existente entre BNDES e Transparência foi firmado em março do ano passado, com foco na melhoria programa de integridade do banco. Em maio, as duas instituições celebraram outro acordo, que permitiu o compartilhamento de dados protegidos pelo sigilo bancário, nos mesmos moldes do que foi feito com o Tribunal de Contas da União (TCU).

Segundo o texto divulgado pela Assessoria de Comunicação Social do Ministério, o BNDES "vem aprimorando mecanismos de transparência para ampliar o acesso do cidadão às informações".

Entre as iniciativas, o banco de fomento reformulou o site institucional para permitir a consulta das condições de mais de 1 milhão de contratos de financiamento ao longo das duas últimas décadas.

Leia as últimas notícias

*Estadão Conteúdo

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.