Liminar

Justiça determina que Latam indenize família de funcionário que morreu atropelado por trem de pouso 

Decisão, em caráter liminar, beneficia familiares de vítima de acidente ocorrido em julho de 2016 no pátio do aeroporto Salgado Filho 

Por: Zero Hora
20/04/2017 - 21h36min | Atualizada em 21/04/2017 - 11h39min

Nove meses depois do acidente que matou o mecânico de aeronaves Adriano Luiz Schuch, de 34 anos, a Justiça concedeu a primeira decisão favorável à família do ex-funcionário da Latam Airlines. Por liminar concedida nesta quinta-feira, ficou determinado que a empresa deverá pagar, mensalmente, dois terços do salário do mecânico para sua viúva, Virgínia Cunha Betiatto, além de custear um tratamento psicológico durante um ano para ela.

Schuch foi atingido por um trem de pouso enquanto trabalhava no pátio do aeroporto Salgado Filho, em julho de 2016. O veículo passou sobre sua perna esquerda e parte do tórax. Ele chegou a ser encaminhado ao hospital e passou por cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos. Algumas semanas depois do acidente, Virginia descobriu que estava grávida do marido. O filho do casal tem um mês.

Leia mais:
Mecânico morre após ser atingido por trem de pouso de avião no Salgado Filho
Homem atingido por trem de pouso morreu sem saber que seria pai

De acordo com o advogado de Virginia, Eduardo Lemos Barbosa, a liminar foi apreciada depois da primeira audiência de conciliação entre a família e a Latam Airlines, ocorrida no dia 11 de abril. Na ocasião, as partes não chegaram a um acordo.

Barbosa afirma que a empresa deverá começar a cumprir a liminar assim que for notificada, mas também pode recorrer da decisão. Em nota, a Latam Airlines afirmou que "ainda não foi notificada e que irá se manifestar nos autos do processo". 

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.