Investigação

Polícia Federal indicia 63 pessoas na Operação Carne Fraca 

Os envolvidos responderão por crimes como corrupção e adulteração de alimentos 

Por: Zero Hora
16/04/2017 - 11h55min | Atualizada em 16/04/2017 - 11h55min

A Polícia Federal indiciou, no fim da noite de sábado, 63 pessoas no âmbito da Operação Carne Fraca. A investigação, deflagrada no dia 17 de março, apura o envolvimento de fiscais do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa) em um esquema de liberação de licenças e fiscalização irregular de frigoríficos. As informações são do portal de notícias G1.

De acordo com o G1, os indiciados irão responder aos crimes de advocacia administrativa, concussão, corrupção passiva, crime contra a ordem econômica, emprego de processo proibido ou de substância não permitida, falsidade de atestado médico, falsidade, corrupção, adulteração de substância ou produtos alimentícios, organização criminosa, peculato, prevaricação, uso de documento falso e violação de sigilo funcional.

Leia mais:
Estimativa projeta quanto o RS deixou de exportar após Carne Fraca
Após Carne Fraca, incertezas sobre mercado ainda rondam o campo
Carne Fraca: produtos de frigoríficos investigados passam em 1º teste

No indiciamento, a PF explicou que se verificou a existência de organizações criminosas estruturadas no âmbito da Superintendência Federal de Agricultura do Paraná, envolvendo sua mais alta cúpula, além de crimes envolvendo outras unidades da Federação e o próprio Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.