Recursos para a obra

BR-116: Construtora não retoma serviço e dinheiro é transferido para outro trecho da duplicação

Obra segue parada em Guaíba

24/07/2017 - 12h21min | Atualizada em 24/07/2017 - 12h21min
BR-116: Construtora não retoma serviço e dinheiro é transferido para outro trecho da duplicação Tadeu Vilani/Agencia RBS
Lote 8, em Turuçu, manteve a verba e trabalhos prosseguem Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS  

A demora da construtora Constran em retomar a duplicação da BR-116 nos lotes 1 e 2, em Guaíba, fez com que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) transferisse recursos para outros trechos. As obras estão paradas entre os quilômetros 300 e 351. O lote 1 está 62,23% concluído. Já o 2 tem 70,51% dos serviços executados até agora. A reportagem entrou em contato com a assessoria da construtora nesta manhã e aguarda resposta sobre os motivos dos trabalhos não terem recomeçado.

Quem saiu ganhando foram os lotes 9 (em Pelotas), 6 (em Cristal) e 4 (em Tapes). Em Pelotas, os trabalhos reiniciaram há uma semana. A duplicação nestes 22 quilômetros estava parada desde março de 2016 por falta de recursos.

Mas no lote 6, do Consórcio Pelotense, o dinheiro também deverá ser remanejado para outro trecho, pois o grupo de empresas não conseguiu ainda retomar o serviço. Os lotes 7 e 8, entre Cristal e São Lourenço do Sul, mantiveram a verba que receberiam e seguem com as obras que vinham realizando.

Leia mais:

FOTOS: BR-116: a rodovia federal que mais mata

Entrega de um dos viadutos da duplicação da BR-116 deverá ocorrer até agosto

Duplicação da BR-116 entre Guaíba e Pelotas ganha mais R$ 39 milhões

No final de abril, o Governo Federal destinou R$ 39 milhões para a duplicação. Outros R$ 17 milhões chegaram em junho. Do que foi prometido pela União para a obra em 2017, falta chegar ainda aproximadamente R$ 3 milhões. Com esta verba, o Dnit acredita que será possível manter os trabalhos, em ritmo lento, até o fim do ano.

A duplicação da BR-116 começou em outubro de 2012. A previsão era de que toda a obra fosse concluída em 2015. Hoje, não há qualquer previsão de término das obras. 

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.