Decisão

Justiça determina que filho de presidente do TRE-MS deixe presídio e seja internado em clínica

Breno Fernando Solon Borges foi preso em 8 de abril após ser flagrado com 129 quilos de maconha, 270 munições e uma arma ilegal

Por: Zero Hora
24/07/2017 - 11h03min | Atualizada em 24/07/2017 - 11h03min

Filho da presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Mato Grosso do Sul (TRE-MS), Breno Fernando Solon Borges deixou o presídio de segurança média de Três Lagoas e foi para uma clínica médica após receber liminar favorável da Justiça. Ele estava preso desde 8 de abril, quando foi flagrado com 129 quilos de maconha, 270 munições e uma arma sem autorização com outros dois jovens.

Segundo o site G1, Breno já havia conseguido autorização judicial para ser internado em uma clínica, mas não deixou o presídio em razão de um mandado de prisão preventiva da Polícia Federal (PF). Investigações da Operação Cérberus, deflagrada em 13 de junho, apontaram que ele fazia parte de uma organização criminosa de contrabando de armas e que planejava o regaste de um apenado na Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande.

Em março, o líder da quadrilha teria planejado tentativa de fuga da Penitenciária de Três Lagoas, e o nome de Breno apareceu em um celular apreendido. A investigação apontou que ele ajudaria na fuga e que, inclusive, chegou a deslocar-se até a cidade para participar da ação criminosa.

Breno é filho da desembargadora Tânia Garcia Freitas, que é presidente do TRE-MS. Ela prefere não comentar sobre o assunto. Procurada pelo G1, a defesa de Breno não se manifestou.

Leia mais notícias de ZH

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.