Lava-Jato

Polícia Federal realiza ação contra cúpula do sistema de transporte do Rio de Janeiro 

Operação mira no pagamento de pelo menos R$ 260 milhões em propina

Por: Zero Hora com agências
03/07/2017 - 06h47min | Atualizada em 03/07/2017 - 08h59min

Em mais um desdobramento da Lava-Jato, a Polícia Federal (PF) cumpre oito mandados, nesta segunda-feira (3), contra a cúpula do sistema de transporte do Rio de Janeiro. A investigação é uma sequência da ação que prendeu o empresário Jacob Barata Filho na noite de domingo (2), no Aeroporto Internacional do Rio, o Galeão. 

A operação mira no pagamento de pelo menos R$ 260 milhões em propina. Os mandados foram expedidos pelo juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio. A ação tem como base delações premiadas do doleiro Álvaro Novis e do ex-presidente do Tribunal de Contas do Rio Jonas Lopes.

Leia mais:
A missão de Raquel Dodge na Operação Lava-Jato
Conduções coercitivas crescem 304% no país com Lava-Jato
"A mala diz tudo", diz Janot sobre denúncia contra Rocha Loures

São alvos de mandados de prisão Lelis Teixeira, ligado à Federação dos Transportes do Rio, e Renato Onofre, relacionado ao Departamento de Transportes Rodoviários do Rio de Janeiro (Detro). Onofre teria recebido R$ 40 milhões em propina.

Na noite de domingo (2), Barata Filho iria embarcar para Lisboa, em Portugal. Segundo a defesa do empresário, ele faria uma viagem de rotina ao país europeu, onde tem negócios "há décadas" e "para onde faz viagens mensais". Ainda informou que irá se pronunciar assim que tiver acesso aos autos do processo.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.