Lembrança

Porto Alegre recebe ato em homenagem a vítimas da tragédia do voo da TAM 

Cerimônia foi realizada no dia em que acidente completa 10 anos

17/07/2017 - 18h46min | Atualizada em 17/07/2017 - 22h38min
Porto Alegre recebe ato em homenagem a vítimas da tragédia do voo da TAM  André Ávila/Agencia RBS
Na cerimônia, toque do Silêncio foi entoado nas cornetas de um militar do Exército e de um da Brigada Militar Foto: André Ávila / Agencia RBS  

O calor de uma tragédia transmitida em rede nacional contrastou nesta segunda-feira (17), 10 anos depois, com uma tarde gelada de orações, reflexão, música e pedidos de justiça. Porto Alegre recebeu hoje o terceiro ato de homenagens que começaram ainda no sábado em São Paulo, na Praça Memorial 17 de Julho, ao lado do Aeroporto de Congonhas, onde morreram as 199 pessoas na explosão do voo 3054 da TAM. As informações são da Rádio Gaúcha.

Leia mais:
Missa em Porto Alegre homenageia vítimas de acidente com avião da TAM
Dez anos após tragédia da TAM, parentes de vítimas buscam punição
O que a aviação aprendeu com a tragédia da TAM

No domingo, na Capital uma missa foi celebrada na catedral metropolitana. Nesta segunda-feira, após mais uma missa na catedral, familiares se dirigiram ao Largo da Vida, na rótula das avenidas Severo Dullius e das Indústrias. O local, a pouco metros do Aeroporto Internacional Salgado Filho, mantém uma placa e um canteiro em homenagem às 199 vítimas.

— Não parecem 10 anos. A sensação é que a cicatriz que fica não tem tudo isso —, descreve João Carlos Warmling, que perdeu a filha Raquel, 19 anos, no acidente.

Na celebração desta tarde, representantes de três correntes religiosas estiveram presentes: católica, luterana e umbanda espiritualista. Nas mensagens, palavras de consolo aos familiares e amigos.

Justiça

Pedidos por Justiça também consumiram parte dos depoimentos. Um cartaz questionava se os três únicos réus denunciados no atual processo criminal seriam condenados na terceira instância. Nas duas instâncias inferiores, foram absolvidos o então vice-presidente de Operações da TAM, Alberto Fajerman, o ex-diretor de segurança de voo da companhia, Marcos Aurélio dos Santos de Miranda e Castro, e a então diretora da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Denise Abreu.

O ato contou ainda com o Toque do Silêncio, entoado nas cornetas de um militar do Exército e de um da Brigada Militar. No espaço musical, também apresentaram-se os cantores mirins Anna Lira e Arthur Lima, do The Voice Kids.

*Rádio Gaúcha


 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.