Notícias

(Editoria de arte online/ZH)
Reportagem Letícia Duarte e imagens Jefferson Botega

Felipe é infantil, mas agressivo; pede ajuda mas não larga o crack; procura a família, mas vive nas esquinas. A sociedade sustenta seu vício com esmolas. A mãe cansou da luta para resgatá-lo. Projetos sociais dos governos fracassaram na missão de ajudá-lo. Por três anos, ZH seguiu seus passos e mostra como a mistura de omissão, pobreza, desestrutura familiar e falta de horizontes é berçário para o nascimento de um menino de rua. A seguir, leia a íntegra da reportagem, dividida em três capítulos, e assista ao webdocumentário.

Em 2009, aos 11 anos, Felipe já era um veterano das ruas: perambulava pelas esquinas de Porto Alegre desde os cinco anos

Felipe descobriu as drogas nas ruas e, com oito anos, já pedia ajuda para se livrar da dependência. Encontrou uma rede insuficiente para atendê-lo

Entre a família e o crack, o menino teme a prisão e não consegue deixar as drogas

 

caminho de volta

(Arte ZH Online)

Contra todos os prognósticos, o menino que parecia condenado ao crack e à violência quando sua história foi contada por Zero Hora ensaia um novo caminho. Confira

Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.
clicRBS
Nova busca - outros