Avanço contra a aids

HIV foi expulso de células pela primeira vez, revela evento que receberia cientistas do voo MH17

Estudo se desenrolou em abril e envolveu seis pacientes, que foram administrados com o remédio "romidepsin", usado para combater o câncer

22/07/2014 | 15h52
HIV foi expulso de células pela primeira vez, revela evento que receberia cientistas do voo MH17 Felipe Wiecheteck/stock.xchng
Foto: Felipe Wiecheteck / stock.xchng

Cientistas dinamarqueses anunciaram, na 20ª Conferência Internacional sobre a Aids, em Melbourne (Austrália), que o vírus HIV foi "expulso" pela primeira vez de células infectadas. O evento receberia pesquisadores que morreram na queda do voo MH17.

O anúncio, feito nesta terça-feira por Ole Schmeltz Søgaard, da Universidade de Aarhus, veio com a promessa de abrir caminho para uma cura do HIV. O estudo se desenrolou em abril e envolveu seis pacientes, que foram administrados com o remédio "romidepsin", usado para combater o câncer.

O co-presidente da conferência, Dr. Sharon Lewin, explicou que o vírus foi forçado a "sair do esconderijo" (o "estado de hibernação" em que o HIV entra no organismo) em cinco dos seis pacientes. A partir daí, as células são ativadas e induzidas a "soltar" o vírus no sangue. O HIV deixa rastros que os linfócitos do corpo dariam conta de atacar.

A ideia agora é expandir os experimentos e usar outros coquetéis de vacinas para reforçar a capacidade do corpo de lutar contra o vírus. Mesmo com a boa notícia, os cientistas reforçaram que não há como estabelecer quando virá uma cura.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.