Voltaríamos ao século 18

Tempestade solar quase causou um colapso na Terra em 2012

Cientistas, em parceria com a Nasa, estudam o fenômeno que poderia ter causado um dos maiores desastres naturais da história

25/07/2014 | 16h56
Tempestade solar quase causou um colapso na Terra em 2012 Nasa/Divulgação
Foto: Nasa / Divulgação

Foi em 2012, justamente o fatídico ano em que conspirações sobre o fim do mundo corriam soltas. Uma erupção provocou uma poderosa tempestade solar que passou perto da Terra, por uma semana de diferença.

Caso atingisse o planeta, iria devolver a civilização moderna ao Século 18, informou a Nasa, agência espacial americana. O fenômeno passou no dia 23 de julho de 2012 e foi o maior registrado nos últimos 150 anos, segundo um comunicado.

“Se tivesse nos atingido, ainda estaríamos entre os escombros”, disse o físico Daniel Baker da universidade de Colorado para a NASA.

Se as Ejeções de Massa Coronal (conhecidas como CMEs) tivessem atingindo a Terra, "tudo que é plugado na tomada estaria desabilitado", segundo Baker.

Esse tipo de fenômeno é capaz de destruir sistemas de força, comunicações via satélite, por isso a analogia com o período de três séculos atrás. Como a maior parte da água encanada depende de energia, ela também desapareceria das grandes cidades.

A Nasa calculou quanto custaria para recuperar tudo depois: U$ 2 trilhões. Mas a tempestade não passou completamente batida. Ela impactou a nave espacial STEREO-A, um observatório solar equipado justamente para medir parâmetros de eventos deste tipo.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.