Segurança já

Entenda a cronologia da execução no aeroporto Salgado Filho

Perícia conseguiu identificar quem são os atiradores, que estão foragidos

22/09/2016 - 17h54min | Atualizada em 22/09/2016 - 18h01min

As câmeras de monitoramento do aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, flagraram a participação estratégica de uma terceira pessoa na execução do jovem Marlon Roldão Soares, 18 anos, morto com 17 tiros na manhã de segunda-feira, no saguão do Terminal 2. 

As primeiras imagens, divulgadas na terça-feira, mostravam apenas a chegada da dupla de atiradores no local, a execução e a fuga. Nesta quinta-feira, novas imagens foram apresentadas pela Polícia Civil em coletiva de imprensa.

Nelas, aparece a participação chave de uma mulher, que ainda não foi identificada. A polícia conta com a colaboração da comunidade pelo disque denúncia para desvendar quem é ela.

A identidade da dupla de atiradores foi descoberta não só pelas imagens, mas pelo trabalho da perícia. As digitais deixadas na mesa da praça de alimentação e em latas de refrigerantes consumidas por eles, além das marcas dentro do Cobalt abandonado logo após o crime, foram cruciais para acelerar o trabalho.

— Nosso foco era a mesa onde eles estavam sentados e consumiram refrigerantes. Fizemos a coleta desse material, por meio de várias técnicas. O trabalho também foi feito no carro apreendido. Nos preocupamos em preservar a prova e extrair as digitais — ressaltou o diretor-geral do IGP, Cleber Müller.

Saiba como foi a dinâmica do crime no aeroporto:

— Às 10h10min de segunda-feira, dois veículos, um Corolla e um Cobalt, chegam juntos ao estacionamento próximo ao Terminal 2 do aeroporto Salgado Filho. 

— Uma mulher ainda não identificada de cabelo escuro, calça jeans e blusa verde, desembarca do Corolla. Na sequência, a dupla de atiradores sai do Cobalt. O mais velho foi identificado pela polícia como Diego da Silva Severo, de 25 anos. Ele veste moletom claro com mangas e capuz azul. O mais jovem é um adolescente de 16 anos.

— Diego, o adolescente e a mulher ocupam a mesma mesa na praça de alimentação e aguardam por uma hora até a chegada do grupo de amigos de Marlon Roldão Soares. 

— O grupo chega por volta de 11h. Os atiradores trocam de mesa e sentam mais próximo do grupo. 

— O adolescente levanta e se dirige até a mulher. Neste momento, a polícia acredita que ele tenha recebido orientações sobre o alvo. 

— Às 11h12min, o adolescente retorna para a mesa de Diego, os dois seguem em direção ao grupo e atiram contra Marlon. 

— Logo após os disparos, a dupla corre para a rua e embarcam no Cobalt.

— Segundo a polícia, a mulher também caminha rápido em direção ao Corolla e foge do local do crime.

Informações sobre os criminosos podem ser repassadas para o disque denúncia de homicídios da Polícia Civil: 0800 6420121


 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.