Policiamento

Ação conjunta entre o Exército e a Brigada resulta em dois flagrantes na zona sul de Porto Alegre

Em novo treinamento de unidades do Exército na zona sul, arma, colete à prova de balas e R$ 35 mil foram apreendidos, e pelo menos duas pessoas presas.

18/10/2016 - 21h25min | Atualizada em 18/10/2016 - 21h36min
Ação conjunta entre o Exército e a Brigada resulta em dois flagrantes na zona sul de Porto Alegre Luiz Armando Vaz/Agencia RBS
Armas de uso restrito no policiamento Foto: Luiz Armando Vaz / Agencia RBS

Um flagrante por porte ilegal de arma de fogo e outro pela apreensão de um colete à prova de balas e R$ 35 mil de procedência não explicada marcaram o segundo treinamento de unidades do Exército, em apoio ao policiamento ostensivo realizado pela Brigada Militar (BM), na zona sul de Porto Alegre, entre a tarde e a noite desta terça-feira. 

Desta vez, participaram da atividade 45 homens lotados no 8º Esquadrão de Cavalaria Motorizada, com sede na Capital. Foram utilizados jipes, caminhões e até um carro de combate. 

Estava prevista a participação também do Regimento de Cavalaria de Guarda, que envolveria cavalos. Porém, devido à chuva, a atuação foi cancelada. 

Como já havia ocorrido na terça-feira da semana passada, o treinamento envolveu um "posto de bloqueio de controle de via pública", com o qual são realizadas abordagens em vias de grande movimento de veículos, e uma patrulha motorizada, que percorre ruas e avenidas dos bairros Ipanema, Guarujá e Serraria. As duas ações são acompanhadas por guarnições da BM.

O primeiro flagrante ocorreu na Avenida Orleans, no bairro Guarujá. Ao revistarem um veículo, militares do Exército e da BM encontraram uma arma. O motorista, que não possuía porte, foi levado ao plantão da Polícia Civil para ser autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. 

Veículos de guerra são usados na ação Foto: Luiz Armando Vaz / Agencia RBS

Cerca de uma hora depois, já com o posto de bloqueio deslocado para a Avenida da Serraria, ocorreu o segundo flagrante. Em um carro, foram encontrados um colete à prova de balas e R$ 35 mil em dinheiro. O motorista nada explicou e também foi preso.

— O resultado prático em termos de prisões e apreensões não é grande, mas, do ponto de vista da sensação de segurança da comunidade tem sido bem expressivo. E, como treinamento, tem sido muito válido, pois a situação é muito próxima da realidade — avaliou o comandante da 8ª Brigada de Infantaria Motorizada (8ª Bda Inf Mtz), general Carlos Alberto Dahmer.

A comunidade, citada pelo general, tem apoiado as ações. Porém, não esconde o temor de que a sensação de insegurança volte nos dias em que não ocorrerem o treinamento. Tanto que dez pessoas contatadas pela reportagem, em diferentes pontos, aceitaram opinar sobre o assunto, mas não quiseram se identificar.

— Esse trabalho e ótimo e dá segurança, mas ele infelizmente não acontece todos os dias — disse um homem em uma parada de ônibus. 

Comunidade afirma que se sente mais segura com a presença do Exército Foto: Luiz Armando Vaz / Agencia RBS

Mais duas unidades deverão atuar 

O primeiro treinamento envolvendo unidades da 8ª Bda Inf Mtz ocorreu na terça-feira passada, nos mesmo bairros: Ipanema, Guarujá e Serrraria. Esses locais, de acordo com o general Carlos Alberto Dahmer, foram determinados pelo Comando Militar do Sul.

— Ainda tenho pelo menos duas unidades, o 18º Batalhão de Infantaria Motorizado e a Polícia do Exército, para participarem de treinamentos — informou o general Dahmer. 

 Na terça-feira da semana passada, a atividade foi realizada com o 19º Batalhão de Infantaria Motorizada, de São Leopoldo.

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.