Feminicídio

Jovem mata namorada e comete suicídio em Porto Alegre

Segundo o relato de familiares, Gustavo de Oliveira Pereira, 26, não teria aceitado o fim do relacionamento com Amanda Maronez, 29

11/01/2017 - 20h24min | Atualizada em 11/01/2017 - 20h24min

Familiares disseram à Polícia Civil que o casal Gustavo de Oliveira Pereira, 26 anos, e Amanda Maronez, 29, pareciam estar reconciliados no churrasco do último domingo. Fazia algum tempo que Amanda tentava terminar o namoro, mas Gustavo não teria aceitado e estaria sofrendo de depressão. 

O relacionamento conturbado terminou de forma trágica após o churrasco, na Rua Mário Totta, no bairro Tristeza, zona sul de Porto Alegre. O casal foi encontrado morto na casa de Amanda, que morava nos fundos da casa da mãe, na noite de terça-feira.

Leia mais
Polícia Civil indicia dois homens por execução na zona sul de Porto Alegre
Comerciante é primeira vítima de latrocínio do ano em Porto Alegre
Condenada adolescente envolvida no homicídio de empresário 

Amanda morreu por estrangulamento. As lesões no rosto dela indicam que ela foi agredida antes de ter sido assassinada. Gustavo teria cometido suicídio. Para a delegada Tatiana Bastos, o cenário do crime aliado ao contexto relatado pelos familiares indica que Gustavo teria esganado a namorada até a morte e, em seguida, cometido suicídio. Os depoimentos das testemunhas serão tomados nesta quinta-feira.

Amanda havia registrado um boletim de ocorrência por ameaça em 2014, mas acabou não representando contra o namorado e o registro policial foi arquivado. Tatiana ressalta que a denúncia e o prosseguimento dela na Justiça evita desfechos trágicos como o de Amanda.

— Além da medida protetiva existem todos os encaminhamentos para a rede de proteção. Em 85% dos casos de feminicídio, não havia pedido de medida protetiva. (A estatística) mostra que a denúncia ameniza o risco. 

Este é o primeiro caso de feminicídio do ano investigado pela Delegacia da Mulher de Porto Alegre. O assassinato de uma mulher é tratado como feminicídio quando a motivação envolve violência doméstica ou discriminação de gênero. 

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.