Violência

No intervalo de apenas três dias, três corpos são encontrados enrolados em cobertas em Cachoeirinha 

Vítimas foram encontradas no Distrito Industrial e do bairro Jardim América

15/02/2017 - 18h50min | Atualizada em 15/02/2017 - 18h50min

Os investigadores da Polícia Civil de Cachoeirinha estão às voltas com um mistério nos últimos três dias. Nesse pequeno intervalo de tempo, três corpos de homens foram encontrados na cidade em circunstâncias semelhantes. Eles foram deixados enrolados em cobertas pelos seus algozes em locais de pouca circulação de pessoas. Em dois casos, as vítimas foram mortas a facadas.

Mesmo com as semelhanças, o delegado Newton Martins, da 2ª DP de Cachoeirinha, que apura dois desses crimes, descarta qualquer relação entre eles.

Leia mais:
Jovem é morto com tiros nas costas em Cachoeirinha
Polícia investiga morte de criança de quatro anos em Cachoeirinha


— Pelo que verificamos não há nada que relacione as vítimas. As circunstâncias dos crimes também foram diferentes — diz o delegado.

O caso mais recente foi constatado por volta das 10h30min desta quarta-feira na Rua Ary Rosa dos Santos, no Distrito Industrial. Jéferson Barbosa, com idade não confirmada pela polícia, foi encontrado morto a tiros e com o corpo enrolado em um lençol. De acordo com o delegado, ele foi atingido por pelo menos 20 disparos de pistola 9mm. A suspeita dos investigadores é de que se trata de um possível acerto de contas entre criminosos. 

— Ele provavelmente foi levado até aquele local para ser morto. Encontramos alguns estojos junto ao corpo — explica Newton Martins.

Na véspera, um morador de rua ainda sem a identificação confirmada pela polícia foi encontrado morto a facadas na Rua Fritz Beiser, também no Distrito Industrial. O corpo foi envolto por um cobertor e carregado em um carrinho de supermercado até aquele lugar.

Leia mais:
Decapitações batem recorde e mudam estratégia policial no RS


— Ele costumava dormir no albergue municipal, mas na noite anterior se apresentou embriagado e não pode ficar. A suspeita é de que tenha se envolvido em uma briga e foi morto — diz o delegado.

A série de crimes iniciou na noite de domingo, quando Alessandro Luís dos Santos, 33 anos, foi encontrado morto a facadas na Rua Rodrigues Alves, no bairro Jardim América. Seu corpo estava enrolado em um cobertor. De acordo com o delegado Leonel Baldasso, da 1ª DP de Cachoeirinha, o caso será investigado pelo Departamento de Homicídios da Capital.

— Havia um registro de desaparecimento deste homem em Porto Alegre na véspera. Ele provavelmente foi morto lá e teve o corpo abandonado em Cachoeirinha — explica o delegado.

A suspeita é de que Alessandro, que era usuário de crack, tenha sido morto na Vila São Borja, no bairro Sarandi, em Porto Alegre. 

Não há suspeitos em nenhum dos três crimes.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.