Violência

Adolescente se apresenta à Polícia Civil e confessa assassinato de juiz em Porto Alegre

Cláudio Roberto Ost foi morto a tiros na manhã de sábado, na Zona Sul

Por: Zero Hora, Cid Martins e Artur Chagas
16/04/2017 - 08h20min | Atualizada em 17/04/2017 - 12h00min
Adolescente se apresenta à Polícia Civil e confessa assassinato de juiz em Porto Alegre Anderson Fetter/Agencia RBS
O carro do magistrado, um Fluence, foi guinchado pela polícia Foto: Anderson Fetter / Agencia RBS  

Correção: Das 8h20min de 16 de abril até as 12h de 17 de abril, informamos equivocadamente que o crime ocorreu no bairro Aberta dos Morros . Na verdade, o fato aconteceu no bairro Vila Nova. O texto foi corrigido.

O adolescente de 17 anos suspeito de assassinar o juiz do trabalho de Santa Rosa Cláudio Roberto Ost no bairro Vila Nova, zona sul de Porto Alegre, apresentou-se ao Departamento Estadual da Criança e do Adolescente (Deca) no início da madrugada deste domingo. As informações são da Rádio Gaúcha.

Conforme o delegado Gabriel Bicca, diretor de Investigações do Departamento de Homicídios, o rapaz confessou o homicídio e alegou que a motivação era ciúmes, uma vez que não aceitava o fim do relacionamento com a atual namorada do magistrado. 

O adolescente teria ido à casa dela, na Rua Zenobia Lucia de Deus, onde estava o magistrado, e o matado com pelo menos cinco tiros.

Leia mais:
Seis anos após morte da mãe, filho de juiz do Trabalho perde o pai 
Juiz do Trabalho é assassinado na frente do filho em Porto Alegre
Adolescente é encontrada morta em Santa Cruz do Sul 

O juiz estava acompanhado pelo filho de nove anos. Eles passaram a noite na residência após voltarem de uma viagem a Balneário Camboriú (SC). Ost havia conhecido a namorada há dois meses em Soledade. Ele iria com o filho para Santo Cristo passar o domingo de Páscoa.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.