Propina

STJ nega liberdade a ex-tesoureiro do PP condenado na Lava-Jato

João Claudio Genu está preso preventivamente desde maio do ano passado em um presídio em Curitiba

Por: Agência Brasil
12/01/2017 - 15h19min | Atualizada em 12/01/2017 - 15h19min
STJ nega liberdade a ex-tesoureiro do PP condenado na Lava-Jato ROOSEWELT PINHEIRO/ABR
Foto: ROOSEWELT PINHEIRO / ABR  

A presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministra Laurita Vaz, negou pedido de liberdade feito pela defesa do ex-tesoureiro do PP João Claudio Genu, condenado a mais de oito anos de prisão pelo juiz federal Sergio Moro em um dos processos da Operação Lava-Jato. Genu está preso preventivamente desde maio do ano passado em um presídio em Curitiba.

De acordo com a decisão da ministra, não houve nenhuma ilegalidade na decisão da segunda instância da Justiça Federal que negou o mesmo pedido feito pelos advogados ao STJ.

Leia mais
Polícia Federal pede prorrogação de inquérito sobre Dilma e Lula
Juiz decide que pagamento de propina na Petrobras não é dano ao erário
Caso Odebrecht leva crise a pelo menos cinco países

"Sobressai, a olhos vistos, a gravidade concreta das condutas pelas quais o ora paciente foi condenado, a justificar a prisão preventiva para a garantia da ordem pública", decidiu a ministra.

De acordo com as investigações da Lava-Jato, Genu — ex-assessor do ex-deputado federal José Janene, falecido em 2010 — era um dos beneficiários e articuladores do esquema de desvio de recursos da Petrobras, recebendo um percentual fixo da propina destinada ao PP.

Leia as últimas notícias sobre a Operação Lava-Jato

*Agência Brasil

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.