Lava-Jato

Em delação, ex-presidente da Odebrecht reafirma pagamento caixa 2 a Lula em 2002 e 2006 

Pedro Novis disse que Emílio Odebrecht e Lula acertaram contribuições e Palocci acertou detalhes

Por: Zero Hora
22/04/2017 - 10h59min | Atualizada em 23/04/2017 - 16h15min
Em delação, ex-presidente da Odebrecht reafirma pagamento caixa 2 a Lula em 2002 e 2006  NELSON ALMEIDA/AFP
Foto: NELSON ALMEIDA / AFP  

Em delação premiada, o empresário Pedro Augusto Ribeiro Novis, que foi diretor-presidente daOdebrechtaté 2008, disse que acertou com o ex-ministro Antonio Palocci dinheiro de caixa 2 para as campanhas presidenciais de Luiz Inácio Lula da Silva de 2002 e de 2006, quando foi reeleito. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

De acordo com Novis, os encontros com Palocci ocorreram na própria Odebrecht e em hotéis de São Paulo. Os repasses de valores teriam sido feitos em dinheiro vivo no Brasil e também por "meio de depósitos no Exterior".

Leia mais:
Advogado Batochio deve deixar defesas de Palocci e Lula, diz jornal 
Casal Lula queria passar fim de ano no triplex do Guarujá, diz Léo Pinheiro
Léo Pinheiro afirma que Lula o orientou a dar sumiço em documentos

Questionado se havia contrapartida nas doações, o empresário afirmou que "havia um compromisso de apoio afetivo".

Palocci, que é réu em duas ações penais da Lava-Jato, negou em depoimento prestado na última quinta-feira ter acertado pagamentos no Exterior para as campanhas presidenciais do PT, mas admitiu que a prática de caixa 2 existe em todas as campanhas.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.