Terremoto no poder

Em ofício a Fachin, Temer diz que gravação de Joesley é "ilícita"

No documento enviado ao ministro do STF, presidente pede acesso "integral e irrestrito" ao conteúdo entregue pelo dono da JBS

Por: Guilherme Mazui / RBS Brasília e Fábio Schaffner / Brasília
19/05/2017 - 13h28min | Atualizada em 19/05/2017 - 15h19min
Em ofício a Fachin, Temer diz que gravação de Joesley é "ilícita" SÉRGIO LIMA/PODER 360
Foto: SÉRGIO LIMA / PODER 360  

No ofício em que pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) acesso ao conteúdo da delação da JBS, o presidente Michel Temer classificou como "ilícita" a gravação da conversa feita pelo empresário Joesley Batista, em março, no Palácio do Jaburu. O peemedebista também questionou a credibilidade do empresário. 

No documento, ao ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato, Temer afirma que, como presidente, "não lhe é permitido deixar a nação, sob sua liderança, sofrer as consequência negativas de ilações e acusações infundadas e formuladas por pessoa sob investigação policial".

Leia mais
ÁUDIOS: Ouça a íntegra da gravação do diálogo de Temer e dono da JBS
Quais são os possíveis cenários se Temer cair e quem pode sucedê-lo
Mercado financeiro: Seis olhares sobre o futuro da crise e do Brasil

O texto foi regido na quarta-feira (18), quando Temer pediu acesso "integral e irrestrito ao conteúdo de toda e qualquer gravação que tenha o Presidente da República como interlocutor". O áudio provocou a maior crise vivida pelo governo, diante da suspeita de que Temer agiu para comprar o silêncio do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e para atrapalhar a Lava-Jato. Diante da delação da JBS, o presidente passou a ser investigado no STF.

No ofício enviado a Fachin, Temer destacou o impacto do caso no ¿delicado momento político e econômico¿, colocando em risco a "estabilidade econômica conquistada com imenso sacrifício social no último ano". Ele ainda lembrou que as notícias veiculadas sobre a gravação levaram a suspensão das atividades da bolsa e congelaram, por ora, as reformas no Congresso.

Leia as últimas notícias sobre a delação da JBS


 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.