Após delações

Janot quer delegado da PF exclusivo e de sua confiança no inquérito Temer 

Procurador quer evitar risco de vazamento de informações e de eventual influência política no inquérito

Por: Agência Estado
20/05/2017 - 16h00min | Atualizada em 20/05/2017 - 16h00min
Janot quer delegado da PF exclusivo e de sua confiança no inquérito Temer  Carlos Moura/STF
Foto: Carlos Moura / STF  

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, solicitou ao ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), que apenas o delegado Josélio Azevedo de Sousa tenha acesso ao inquérito aberto para investigar o presidente Michel Temer, o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) e o deputado afastado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR). Janot alegou sensibilidade do caso para pedir um delegado exclusivo para a investigação.

Leia mais
Lula diz que Temer tem que 'sair logo' e defende eleições diretas
Temer questiona áudio e diz que pedirá ao STF para suspender inquérito contra ele
Joesley pediu "pelo amor de Deus" para Aécio parar de pedir dinheiro

O que levou Janot a requerer um policial de sua confiança para investigar Temer é o risco de vazamento de informações e de eventual influência política no inquérito. Na petição a Fachin, o procurador destacou que Aécio, em articulação, dentre outros, com o presidente Michel Temer, tem buscado impedir que as investigações da Lava Jato avancem, seja por meio de medidas legislativas, seja por meio do controle de indicação de delegados de polícia que conduzirão os inquéritos.

Josélio é um especialista em investigações sobre desvios de recursos públicos. Entre seus pares, ele é respeitado pelo rigor com que conduz inquéritos sobre corrupção.

Leia as últimas notícias do dia

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.