O rosto por trás da moeda

Revista americana diz ter descoberto identidade de criador do bitcoin

Reportagem da Newsweek conta a história de Satoshi Nakamoto, nipo-americano de 64 anos que teria inventado a moeda virtual de maior sucesso no mundo

06/03/2014 | 15h02
Revista americana diz ter descoberto identidade de criador do bitcoin Newsweek/Reprodução
O nome do idealizador não era desconhecido para pessoas ligadas ao universo do bitcoin Foto: Newsweek / Reprodução

Mistério que alimentou teorias mirabolantes, principalmente em blogs espalhados pela internet, a identidade do criador do bitcoin parece que foi finalmente descoberta. Uma reportagem da Newsweek publicada nesta quinta-feira — e que é capa da revista — conta a história de Satoshi Nakamoto, que expôs a proposta da moeda virtual em um artigo divulgado em 2008 (leia).

O nome do idealizador não era desconhecido para pessoas ligadas ao universo do bitcoin. A principal teoria era que "Satoshi Nakamoto" tratava-se de um pseudônimo de algum adolescente ou até de um grupo formado por acadêmicos. No entanto, de acordo com a reportagem da Newsweek, o criador do bitcoin é um nipo-americano de 64 anos, com seis filhos e formado em física pela Universidade Politécnica do Estado da Califórnia.


À repórter Leah McGrath Goodman, Nakatomo contou que nasceu no Japão em 1949 e imigrou para os Estados Unidos aos 10 anos. Aos 23, alterou seu nome para Dorian Prentice Satoshi Nakamoto. Depois disso, chegou a trabalhar em projetos secretos do exército americano e como engenheiro na extinta fabricante de aeronaves Hughes Aircraft.

A jornalista diz tê-lo surpreendeu em sua casa, na cidade de San Bernardino, nos arredores de Los Angeles. A primeira reação de Nakamoto foi chamar a polícia.

"Parecia ridículo que o homem que teria inventado o bitcoin — a moeda virtual de maior sucesso no mundo com transações de quase US$ 500 milhões por dia em seu pico — iria se refugiar com a família em uma casa em San Bernardino, deixando intocável sua fortuna estimada em US$ 400 milhões em bitcoin", brinca a reportagem.

A jornalista diz no texto que a inspiração de Nakamoto para desenvolver o bitcoin teria nascido de sua frustração ao pagar elevadas tarifas bancárias em transferências para Inglaterra, de onde importa as réplicas de trens em miniatura que coleciona.

Moeda em crise

Apesar da popularidade e relativo sucesso como investimento, o bitcoin está passando por sua primiera crise mais forte. A queba da MT.Gox, principal plataforma de negociação para a moeda, aumentou a desconfiança de economistas e governos.

Para reforçar o momento negativo, uma outra notícia abalou o mundo do bitcoin. Na última quarta-feira, Autumn Radtke, presidente de uma bolsa de trocas de bitcoins, foi encontrada morta em Cingapura. A polícia local ainda não confirmou a causa da morte, mas especula-se que ela tenha cometido suícidio.  

Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.