Pega ou passa?

Conheça o aplicativo Jobr, "o Tinder dos empregos"

É possível ver uma breve descrição da empresa, assim como quantos amigos seus trabalham naquele local e os requisitos da vaga em questão

12/05/2014 | 11h01
Conheça o aplicativo Jobr, "o Tinder dos empregos" Reprodução/Jobr
Foto: Reprodução / Jobr

Há quem diga que o primeiro passo para conquistar um novo emprego é botar a banda na rua e sair entregando currículos de porta em porta. Embora o olho no olho seja importante, mesmo o envio de e-mails com currículos tem diminuído e, com o advento do LinkedIn, pode estar com os dias contados.

Com a mesma premissa do polêmico app Tinder, que promove paqueras mediante o endereço mútuo dos usuários, o Jobr, lançado no início desta semana, oferece um amplo catálogo de vagas no mercado de trabalho com base no seu currículo no LinkedIn. As marcas que contratam são o sonho de muitos postulantes: Google, Twitter e Adidas, apenas para citar alguns exemplos, anunciam postos importantes no aplicativo.

O funcionamento é praticamente o mesmo do Tinder. É possível ver uma breve descrição da empresa, assim como quantos amigos seus trabalham naquele local e os requisitos da vaga em questão – carga horária, cidade, salário, vale-transporte e outro benefícios. Se achar a oferta interessante, basta deslizar para a direita, mas se prefere ignorá-la deslize para a esquerda. Caso o app exiba uma combinação (o famoso "match"), abre-se uma janela de bate-papo para iniciar uma conversa entre você e a companhia.

As vagas disponíveis são todas localizadas nos Estados Unidos, mas, se quiser saber como funciona (e, por que não, fazer uma média com recrutadores americanos?), baixe o aplicativo gratuitamente na App Store da Apple. Uma versão para Android também está em desenvolvimento.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.