Vale do Taquari

Quatro pessoas morrem em colisão que envolveu caminhões e carros em Pouso Novo

O condutor de um dos carros sobreviveu e foi conduzido ao Hospital de Lajeado, com ferimentos graves

Atualizada em 21/07/2012 | 10h2021/07/2012 | 05h12
Quatro pessoas morrem em colisão que envolveu caminhões e carros em Pouso Novo Evandro Guerreiro, PRF, Divulgação/
O acidente, que aconteceu por volta da 0h15min, no sentido Capital-Interior, provocou a interrupção total do tráfego até por volta das 4h Foto: Evandro Guerreiro, PRF, Divulgação
Uma colisão frontal entre dois caminhões e dois automóveis, no km 294 da rodovia Soledade-Lajeado (BR-386), próximo a Pouso Novo, no Vale do Taquari, deixou um saldo de quatro mortos, incluindo uma criança, e de um ferido grave. O acidente, que aconteceu por volta da 0h15min, no sentido Capital-Interior, provocou a interrupção total do tráfego até por volta das 4h, quando uma das pistas foi liberada parcialmente.

O desastre aconteceu a seis quilômetros da sede do município de Pouso Novo, em uma subida da serra em direção a Soledade. O local tem pista dupla para os veículos que sobem.

Conforme o testemunho de sobreviventes e também de peritos, o acidente teria começado quando um caminhão Volvo com placas de Canoas não venceu uma curva, derrapou, capotou na descida da serra e teria invadido a pista contrária, segundo testemunhas. Ele colidiu de frente com um Gol com placas de Xangri-lá, matando três dos quatro ocupantes do veículo. O cargueiro ainda bateu em um Astra de Canoas e em um caminhão com placas de Carazinho.

As vítimas que estavam no Gol foram identificadas como Valdir Machado de Vargas, 41 anos, Rosa de Fátima Machado da Rosa, 36 anos, e Eduarda de Fátima Machado Vargas, 6 anos, todos da mesma família. O condutor do Gol, Gentil Machado de Vargas, sobreviveu e foi conduzido ao Hospital de Lajeado, com ferimentos graves. Conforme apuração da Polícia Civil, os Vargas se deslocavam para a cidade de Redentora (região do Alto Uruguai), onde teriam parentes, embora estivessem radicados no Litoral.

Morreu também no acidente o motorista do Volvo, Edson Luiz Alves Biscuby, 50 anos. O caminhão estava carregado de azeite, que vazou para a pista, forçando a interdição da rodovia.

Conforme depoimento prestado à Polícia Civil pelo motorista do Scania, Alípio Lopes da Silva, de Carazinho, o Volvo vinha em ziguezague descendo a serra, quando tombou de lado e invadiu as duas pistas contrárias (a pista da subida é dupla). Primeiro ele colidiu contra o Gol, depois acertou o Astra e o Scania de Alípio.

A BR-386 é uma estrada cheia de curvas e o trecho onde aconteceu a colisão dos quatro veículos é especialmente perigoso, porque está localizado em uma região de serra.

— O local ali costuma registrar muitos acidentes. É conhecido como Curva do S — descreve o escrivão da Polícia Civil Anderson Jordani, que esteve no local do acidente.

VEJA TAMBÉM

     
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.