Contra as tranqueiras

EPTC muda o trânsito para desafogar fluxo de veículos em frente ao Colégio Anchieta

Medida entra em vigor no dia 18 na Avenida Nilo Peçanha, em Porto Alegre

03/08/2012 | 22h24
EPTC muda o trânsito para desafogar fluxo de veículos em frente ao Colégio Anchieta Adriana Franciosi/Agencia RBS
Semáforo de conversão à Rua Tomaz Gonzaga será desativado Foto: Adriana Franciosi / Agencia RBS

Para desafogar o alto fluxo de veículos em frente ao Colégio Anchieta, em Porto Alegre, a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) colocará em prática alterações no trânsito na região do bairro Três Figueiras a partir do dia 18. As medidas incluem o fim da conversão à esquerda na Rua Tomaz Gonzaga e a fiscalização aos carros que param para buscar alunos no colégio.

O engarrafamento junto ao colégio testa diariamente a paciência de motoristas em horários de pico na zona leste da Capital. Com a proibição de conversão à esquerda na Rua Tomaz Gonzaga, será eliminado o terceiro tempo da sinaleira, dando mais fluidez à via principal.

— Com o tempo do sinal desta conversão, a Nilo acabava parando mais do que o necessário — explica o diretor de trânsito da EPTC, Carlos Pires.

Depois da implementação das mudanças, o motorista que quiser acessar a Tomaz Gonzaga deverá fazer o laço de quadra pela Nilo. Para isso, deverá dobrar à direita na Rua Valdir Antônio Lopes.

Além da alteração na Tomaz Gonzaga, o estacionamento será proibido de segunda a sexta-feira em alguns pontos do trecho de 1,5 quilômetro entre as avenidas Carlos Gomes e Teixeira Mendes. Das 6h às 9h, os motoristas não poderão parar no sentido bairro-Centro, e, das 16h às 20h, a proibição será no sentido contrário.

As mudanças pegaram a comunidade escolar de surpresa. Para o presidente da Associação de Pais e Mestres, Eduardo Albersheim Dias, os pais dos alunos devem ser orientados sobre as alterações.

— Embora o tempo do sinal realmente deixe a Nilo mais lenta, a conversão é muito útil para nós — pondera Dias.

Desde julho, a nova sinalização vem sendo implantada ao longo da avenida. Segundo Pires, as mudanças atendem à demanda de moradores da região e de pessoas que usam a via diariamente. A EPTC lembra ainda que a "paradinha" que alguns pais fazem para deixar os filhos em frente ao Anchieta seguirá sendo proibida:

— É preciso respeitar a sinalização. Até porque o próprio Colégio Anchieta proporciona estacionamento para os pais largarem os filhos em segurança — diz Pires.

Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.