Etiqueta urbana

Guia estimula boa convivência em espaços públicos de Porto Alegre

Campanha da Empresa de Trens Urbanos dá dicas de como se comportar em ônibus, ruas, calçadas e até aeroporto

Por: Heloisa Aruth Sturm
28/04/2014 - 06h01min

A cena é corriqueira: você entra no vagão do trem com dificuldade, já que tem gente parada à toa na porta, toma uma mochilada de alguém que está passando, e é obrigado a ouvir aquela música que você odeia porque o passageiro ao lado se recusa a usar fone de ouvido.

Para tentar evitar situações como essas, tão comuns como desagradáveis, a Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre iniciou neste mês a quarta fase da campanha Etiqueta Urbana Trensurb, com a distribuição de um guia de boas maneiras para conscientizar os passageiros sobre o uso dos espaços públicos e melhorar a convivência no interior dos vagões.

O guia, criado em 2011, é feito com base em sugestões encaminhadas pelos próprios passageiros à Central de Atendimento ao Usuário da Trensurb. O diferencial desse ano são dois itens que passaram a ser recorrentes nessas comunicações feitas pelos passageiros: as pessoas que insistem em manter a mochila nas costas e acabam esbarrando em todo mundo, e a mania de ficar parado em frente à porta, mesmo que o vagão esteja vazio.

No caso de idosos, uma das maiores dificuldades é conseguir um assento em vagões lotados. A aposentada Ivone Barti, 75 anos, disse já ter notado uma diferença de comportamento entre os passageiros desde a retomada da campanha, em 22 de abril:

— A gente tem vergonha de pedir o lugar, e os mais novos veem e não cedem. Uns fazem que estão cochilando, outros que estão lendo, e assim vai. Agora, melhorou bastante.

Carlos Augusto Belolli, diretor de operações da Trensurb, ressalta que as dicas do programa de etiqueta urbana servem não só aos trens, mas para qualquer espaço onde houver acúmulo de pessoas utilizando determinados serviços, como nos ônibus. A entrega dos folhetos é acompanhada de uma explicação individual sobre a campanha e a importância de seguir as dicas em espaços públicos. Cartazes também estão distribuídos em pontos estratégicos. Até o fim de maio, estão previstas ações de conscientização em 12 estações, incluindo intervenções culturais com a participação do grupo Teatro Ideia Ação (TIA), de Canoas.

— Quando a gente atua com uma intervenção de maior impacto, como um esquete teatral, isso atinge mais as pessoas. Pode ajudar na própria interiorização desses princípios de urbanidade — ressalta Belolli.

 

No trem

— Não obstrua as portas e acomode-se ao longo dos carros

— Mantenha-se à direita nas escadas e ao entrar e sair dos trens

— Evite se sentar no chão

— Use o pega-mão adequadamente

— Deixe livres as escadas para o fluxo de ir e vir

— Respeite os bancos preferenciais

— Ao viajar escutando música, use fones de ouvido

— Retire a mochila das costas

— Não jogue lixo pelas janelas do trem

— Ao ler, não invada o espaço alheio

— Não se encoste na barra. Segure-a somente com as mãos

— Não fique dentro do trem no desembarque final

No ônibus


— Ajude quem está de pé e com muitos pacotes, oferecendo-se para segurar cadernos, maletas e embrulhos. Mas não insista

— Antes de abrir a janela, pergunte ao passageiro do seu lado se ele se incomoda

— Evite comer ao usar transporte público. Se for necessário, seja discreto

— Se não houver lixeira no interior do ônibus, colete seu lixo até encontrar o lugar apropriado para despejá-lo

— Ajude passageiros que estiverem com dificuldade para entrar ou sair do veículo

— Ao passar pelo corredor, não incomode aos outros empurrando, esbarrando ou reclamando

— Mesmo que seja preciso fazer alguma queixa ao motorista ou ao cobrador, faça de maneira educada. A reclamação é importante para melhorar o serviço, mas deve ser feita com educação

— Saiba esperar para entrar no coletivo com paciência. Evite empurrões, não fure fila e ceda a vez quando necessário

— Lembre-se de que você está dividindo o espaço com outras pessoas. Seja discreto, sem falar muito alto

— Cumprimente o cobrador e agradeça ao motorista ao sair do ônibus

— Facilite o troco na hora de pagar

Motoristas

— Respeite as regras de trânsito, incluindo sinais vermelhos e faixas de pedestre.

— O ideal é praticar a direção defensiva, de forma a evitar acidentes

— Evite trancar cruzamentos. Na dúvida, não avance

— Utilize a buzina apenas quando necessário. Não fique buzinando, por exemplo, em um congestionamento

— As regras de boa conduta incluem ainda não aceitar provocação de outro motorista

— Em dias de chuva, evite passar em alta velocidade pela faixa mais à direita, para não molhar os pedestres

Pedestres

— Na escada rolante, posicione-se à direita, para que os apressados possam passar pela esquerda

— Ao caminhar com um grande número de pessoas, evite que seu grupo ocupe toda a largura da calçada, para permitir a passagem de outros pedestres

— Atravesse na faixa de segurança, respeitando o semáforo para pedestres, quando houver

— Cuide para não bater nos outros transeuntes com sua bolsa, mochila ou guarda-chuva

Em viagens intermunicipais ou interestaduais

— Procure não esticar demais as pernas a ponto de incomodar quem está na frente, ou cutucar o assento da frente repetidamente

— Não leve volumes de mão muito grandes e utilize somente o espaço destinado às bagagens localizado na linha da sua poltrona

— Preste atenção à porta do banheiro, para evitar ficar preso ou com a porta aberta em caso de solavancos

— Em excursões, seja pontual e cooperativo

— Ao término da viagem, não fique esperando em pé no corredor. Tenha paciência para sair do veículo

No aeroporto

— A lógica de não ficar em pé, esperando no corredor, vale aqui também

— Deixe passar antes quem tem conexão e pode estar atrasado

— Ao esperar pela bagagem, respeite a linha no entorno da esteira, para que todos possam ver as malas e mochilas que estão passando, e para que todos consigam alcançar seus pertences

Fontes: Etiqueta Urbana Trensurb; blog Vida em Sociedade; e Josué Lemos da Silveira, professor de etiqueta social

 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.