Atraso

Previsão de conclusão da obra na Trincheira da Anita Garibaldi, em Porto Alegre, fica para setembro

Rocha encontrada na área deve ser retirada em breve

03/04/2014 | 05h21
Previsão de conclusão da obra na Trincheira da Anita Garibaldi, em Porto Alegre, fica para setembro Bruna Vargas/Agencia RBS
Obra na Anita teve acréscimo de R$ 4 milhões ao valor previsto no início Foto: Bruna Vargas / Agencia RBS

Retomada para valer após mais de seis meses, a obra da Trincheira da Anita se aproxima de um ponto crucial: a retirada da rocha detectada no cruzamento da Rua Anita Garibaldi com a Avenida Carlos Gomes. De acordo com a Secretaria de Gestão, apenas 20 metros separam as máquinas do material rochoso que encareceu a obra em quase R$ 4 milhões.

Para liberar o trânsito na Terceira Perimetral, que está com um trecho do corredor de ônibus deslocado para a faixa de veículos, a estratégia da prefeitura será concluir a parte superior da trincheira antes da retirada da rocha.

Até o fim de junho, operários trabalharão na colocação de 150 estacas (75 de cada lado) que formarão as paredes laterais do túnel. Ao final dessa fase, elas serão coroadas por uma viga e receberão a laje da pista de rolamento, onde o tráfego voltará a fluir enquanto ocorrem as escavações.

– Nós entendemos que a liberação do fluxo na Carlos Gomes é uma questão importante. No momento em que isso estiver estabilizado, vamos trabalhar na parte subterrânea – explica o engenheiro Rogério Baú.

A retirada do material da rocha se dará no eixo da passagem de nível, pela Anita Garibaldi, durante um período de 60 a 75 dias. Por fim, será executado o passeio nas laterais da trincheira. A conclusão é prevista para setembro.

Desvios no trânsito para obra na Plínio

Se na Anita a obra está longe do fim, a Trincheira da Plínio Brasil Milano pode começar em breve. Os primeiros testes do trecho, que deve ter os desvios do trânsito em função da obra, estavam previstos para esta semana.

Antes, os técnicos teriam, ainda, de avaliar se o reforço no pavimento será suficiente para receber o incremento.

– O aumento do fluxo de veículos, com algumas das vias recebendo linhas de ônibus, não pode comprometer as redes subterrâneas – diz Baú.

A avaliação das condições do pavimento seria realizada até o fim desta semana. Sem resultado satisfatório, será feito novo reforço no pavimento dos desvios.

Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.