Violência no trânsito

Motorista com sinais de embriaguez invade ciclovia e mata skatista em Porto Alegre

Condutor estava com a CNH suspensa e será enquadrado por homicídio doloso, conforme o delegado Leandro Bodóia

21/03/2017 - 02h55min | Atualizada em 21/03/2017 - 17h24min

Um skatista morreu ao ser atropelado por um carro na ciclovia da Avenida Icaraí, no bairro Cristal, zona sul de Porto Alegre, durante a madrugada desta terça-feira. Segundo a Polícia Civil, o motorista do veículo Fiat Stilo fugiu do local do acidente sem prestar socorro, mas foi preso minutos depois pela Brigada Militar (BM) ao colidir contra um portão da Avenida Capivari. As informações são da Rádio Gaúcha.

A vítima foi identificada como Carlos Henrique Muller Rocha, de 25 anos. Testemunhas ouvidas pela polícia dizem que o carro já vinha em zigue-zague e em alta velocidade pela Icaraí até invadir a ciclovia. O acidente ocorreu na frente da 20ª Delegacia de Polícia.

Leia também:
Diretor da Susepe é afastado após ser flagrado dirigindo embriagado
"Agora estou aliviado", diz universitário preso por engano
PM é baleado na cabeça em assalto a shopping em Pelotas

O motorista, identificado como Jander Milton do Nascimento Torres, de 50 anos, se negou a fazer o teste do bafômetro. Por isso ele foi levado ao Departamento Médico Legal (DML), onde também se negou a fazer um exame de sangue e de urina. No entanto, laudo de análise clínica do médico perito confirmou que o homem estava sob efeito de álcool.

Por estar bêbado, e pela forma do acidente, o delegado resolveu enquadrar o homem por homicídio doloso — quando há a intenção de matar. Além disso, o condutor já estava com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa.

— Segundo as informações que a gente colheu no local, o condutor estava em velocidade incompatível, invadiu a faixa de segurança e ainda o laudo do DML atestou para ingestão de bebida alcoólica. Além disso, ele fugiu do local do acidente e não freou em momento algum. Não havia nem marcas de freio no asfalto — relatou o delegado.

Bodóia ainda diz que o motorista assumiu o risco do atropelamento. Para o delegado, Torres não se preocupou com a vida do skatista. 

— Ele atropelou na velocidade que estava e não se importou com a vítima. Ele não se importou com nada. Só foi parar de acelerar quando colidiu em um poste — criticou. 

Por ser enquadrado como homicídio doloso, Torres não terá possibilidade de pagar fiança. Ele será levado para o Presídio Central.

Leia as últimas notícias de ZH

*RÁDIO GAÚCHA e ZERO HORA

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.