Tensão

Imbassahy é chamado de "merda" por Fábio Ramalho e clima azeda entre PSDB e PMDB na Câmara

Vice-presidente Fábio Ramalho xingou ministro de Michel Temer

Por: Silvana Pires / RBS Brasília
13/09/2017 - 12h37min | Atualizada em 13/09/2017 - 14h18min
Imbassahy é chamado de "merda" por Fábio Ramalho e clima azeda entre PSDB e PMDB na Câmara Gustavo Lima/Câmara/
Foto: Gustavo Lima/Câmara  

O vice-presidente da Câmara, deputado Fábio Ramalho (PMDB-MG), xingou o ministro da Secretaria de Governo, Antônio Imbassahy, chamando-o de "merda" e afirmando que Imbassahy "tem o rei na barriga" durante evento na Câmara dos Deputados. 

À coluna, Fábio Ramalho reafirmou todos os xingamentos e reclamou que tinha procurado Imbassahy no Planalto, que foi ignorado:

— Eu estava lá no Palácio, chamei ele várias vezes e ele me desprezou e saiu andando. Ele trata deputado com muito desprezo, entende? E eu acho que ele está em uma função que ele tem que tratar deputado melhor.

Leia mais:
Imbassahy diz que não há pressão de ala política por déficit maio
Antonio Imbassahy reage a programa do PSDB idealizado por Tasso Jereissati
Imbassahy diz que tema de reunião no Alvorada foi estritamente econômico

Ao ser questionado sobre o fato de ser vice-presidente da Câmara, se mesmo assim não conseguia ter acesso ao ministro, Ramalho voltou a acusar: 

— Não. Ele se acha Deus, só não tem voto aqui na Casa. O problema dele é esse, não tem voto na Casa.

Por fim, Fábio Ramalho ainda afirmou que se dependesse de Antônio Imbassahy, o presidente Michel Temer não aprovaria nenhum projeto na Câmara dos Deputados.

— Aqui o presidente só ganha porque a articulação é feita pelo próprio presidente, que tem muito respeito ao Parlamento.

A Secretaria de Governo, cargo que Imbassahy ocupa, é responsável pela articulação entre o Palácio do Planalto e o Governo Federal. 

A assessoria de Imbassahy informou que o ministro não vai se manifestar sobre o episódio.


 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.