Fora da curva

Casal percorre a América Latina registrando a aventura Mundo à Volta

Lucas Moraes e Gabriela Nascimento estão há quatro meses na estrada e estão a caminho da Patagônia

17/01/2016 - 11h37min | Atualizada em 17/01/2016 - 11h39min
Casal percorre a América Latina registrando a aventura Mundo à Volta Mundo à Volta/Divulgação
Gabriela Nascimento e Lucas Moraes Foto: Mundo à Volta / Divulgação  

Foi a tal crise dos 30¿ que motivou os namorados Lucas Moraes e Gabriela Nascimento a abandonarem as certezas em Porto Alegre e buscar um novo rumo. Ele, publicitário, ela, administradora, estabeleceram uma meta, cortaram os gastos supérfluos e passaram a economizar para viajar o mundo de uma maneira diferente. 

 – Por mais que gostássemos dos nossos trabalhos, sentíamos falta de usar nossa energia em conhecimento com um propósito maior. Queríamos dar algo em troca para os lugares que visitássemos e para quem nos acompanhasse de longe – relembra Gabriela.

Desta forma, surgiu o Mundo à Volta (mundoavolta.com), um projeto audiovisual que apresenta os roteiros desbravados pela dupla do ponto de vista dos moradores locais, reforçando a história e a cultura de cada destino. O objetivo dos parceiros é convidar seus seguidores a diminuírem a quantidade de selfies e virar o foco da câmera para o lado oposto. Em suma: olhar menos para si e mais para o mundo à volta. 

 – Acreditamos que essa é uma forma de fortalecer a vida socioeconômica de cada região, incentivando um turismo mais genuíno, que vai além dos guias padrão. Para nós, a viagem tem que ser uma experiência positiva e enriquecedora não só para quem vai, mas para quem recebe – reforça Gabriela.

E por que não dizer, com o perdão do trocadilho, que os dois se viraram nos 30? Foram atrás de equipamentos, procuraram cursos de edição e filmagem, pediram opinião de especialistas na área, criaram a identidade visual do projeto e, em setembro de 2015, fizeram a primeira parada na Argentina. 

Há quatro meses na estrada e com muita história já contada, os dois estão a caminho da Patagônia e pretendem atravessar o Chile. A ideia inicial é percorrer a América Latina, mas com calma.

 – Não somos fast travellers, ou seja, não temos um cronograma muito corrido de viagem. Nosso plano é sempre passar em média dois meses em cada país, porque acreditamos que só assim é possível conhecer mais a fundo cada cultura – destaca Gabi. 

 Se tudo der certo, o casal pretende levar o projeto para outros países e, quem sabe, outros continentes. Já aprenderam a lidar com a saudade de casa e a ter jogo de cintura até no quesito conforto para realizar um projeto como este. Evitam hotéis e restaurantes caros e transformam qualquer destino que for em um lar. A dica para quem também está a fim de sair de mala e cuia mundo afora é simples:

– A melhor maneira de aproveitar ao máximo uma viagem é estar aberto para interagir com os moradores locais. Eles conhecem lugares autênticos, pessoas especiais e sua experiência se torna muito mais rica – finaliza Gabriela.  

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.