Quem será o número 1

Recuo do Walmart pode levar Zaffari ao primeiro lugar em supermercado

Ritmo de fechamento de lojas de rede americana ou de abertura, no caso da empresa gaúcha, tende a alterar posições mantidas há uma década

19/04/2017 - 12h30min | Atualizada em 19/04/2017 - 13h15min

Normalmente, a divulgação do ranking dos maiores sócios da Associação Gaúcha de Supermercados (Agas) é dominada pelo acompanhamento dos dados do conjunto das 252 empresas representadas e alteração de hábitos de consumo. Neste ano, apesar da volta ao terreno positivo – o crescimento nominal em 2016, de 9,7%, superou com folga a inflação, portanto já marcou reação –, a lista das posições propriamente dita embute uma possível alteração significativa. 

Leia mais
Afinal, por que tantos supermercados Nacional fecham?
A nova cara dos hipermercados Walmart no Rio Grande do Sul
Esquilo do Zaffari ganha companhia na zona sul de Porto Alegre

Com "apenas" R$ 550 milhões de distância entre o primeiro colocado, a rede americana Walmart, e o segundo, a Companhia Zaffari, a marca do esquilo, caso a multinacional mantenha o ritmo de fechamento de lojas, especialmente das que levam a bandeira Nacional – foram 14 em menos de um ano no Estado –, poderá ser facilmente ultrapassada pela rede gaúcha. Não que isso tire o sono dos administradores do Walmart, que têm problemas mais sérios para resolver, mas representará uma mudança significativa em mais de uma década de manutenção das posições relativas. E ainda há outra hipótese: como o Zaffari retomou a abertura de unidades, há possibilidade de que isso ocorra mesmo sem novos fechamentos por parte do concorrente.

Os maiores do Estado, conforme a Agas

1. Walmart - R$ 5,55 bilhões

2. Companhia Zaffari - R$ 5 bilhões

3. Supper Rissul - R$ 1,3 bilhão

4. Asun Supermercados - R$ 553,6 milhões

5. Imec Supermercados - R$ 542,6 milhões (Lajeado)

6. Supermercados Guanabara - R$ 493,9 milhões (Rio Grande)

7. Comercial Zaffari - R$ 491,2 milhões (Passo Fundo)

8. Master ATS Supermercados - R$ 452,8 milhões (Erechim)

9. Peruzzo Supermercados - R$ 431,4 milhões (Bagé)

10. Rede Vivo - R$ 385 milhões (Santa Maria)

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.