Cheiro e gosto ruins

Laudo sobre qualidade da água de Porto Alegre deve chegar nesta segunda

Documento produzido em São Paulo investiga a presença de 220 possíveis poluentes na água

17/07/2016 - 21h38min | Atualizada em 17/07/2016 - 21h38min


A Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) deve receber hoje o laudo produzido por um laboratório de São Paulo sobre a qualidade da água consumida em Porto Alegre. As amostras foram coletadas no fim de junho, pela Fepam, em cinco pontos considerados suspeitos.

Leia também:
Água de Porto Alegre passa em testes pedidos por ZH
Infográfico: veja os pontos investigados pela Fepam sobre alterações na água

Os pontos ficam na região do Guaíba perto da rodoviária (na casa de bombas da Trensurb e em áreas da estação de tratamento São João) e no interior da empresa Cettraliq, que, conforme a Fepam, entrou na rota dos exames devido a sua localização, na região da Capital onde o odor sentido na água é mais forte.

A empresa trata efluentes líquidos industriais e, segundo a prefeitura, tem problemas de documentação, informação contestada pela companhia.

A expectativa é de que o laudo produzido em São Paulo, que investiga a presença de 220 possíveis poluentes, traga respostas ao mistério que se arrasta há mais de mês, desde que a água da Capital começou a apresentar alterações no cheiro e no sabor.

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.