Antiguidade

Varig Experience: avião da década de 1930 restaurado recebe visitantes no Boulevard Laçador

Visitação pode ser feita sábados e domingos até 28 de agosto, das 12h às 18h

26/07/2016 - 15h09min | Atualizada em 26/07/2016 - 18h53min
Varig Experience: avião da década de 1930 restaurado recebe visitantes no Boulevard Laçador Roberto Furtado/Divulgação
Foto: Roberto Furtado / Divulgação

Saudosos da companhia aérea poderão visitar a exposição Varig Experience. O projeto foi colocado no Boulevard Laçador, em Porto Alegre. 

É um avião Douglas DC-3 restaurado. Até 1971, fez parte da frota da companhia.

A aeronave já pode ser vista no Boulevard Laçador. As visitas são gratuitas durante os fins de semana, sábados e domingos, até o final de agosto. Recepcionistas vestidos com uniformes que reproduzem os originais orientarão os visitantes como se fossem comissários de bordo. As informações são do blog Acerto de Contas, da Rádio Gaúcha.

Leia mais:
Faculdade de Porto Alegre cria espaço kids com custo a partir de R$ 50 por mês
Novo hipermercado Zaffari gera 360 empregos em São Paulo
Faturamento das exportações gaúchas é o mais baixo desde 2010

O avião pertence ao antigo Museu Varig, que funcionou até 2005. Atualmente, a preservação do acervo do museu está ao encargo do Instituto Museu Varig, fundado em 2015.

Endereço: Avenida dos Estados, 111 – Porto Alegre.

Horário: Sábados e domingos até 28 de agosto, das 12h às 18h.

Sobre a aeronave:

DC-3 PP-ANU:

Tipo: DC-3 178 (c/n 1545)
Primeira operadora: American Airlines (Agosto de 1936). Última operadora: Varig (1971).

"O PP-ANU é tido como um dos primeiros DC-3 fabricados no mundo. O Douglas DC-3 é um avião bimotor para uso civil que marcou uma nova era na aviação e se tornou o símbolo de tudo o que era moderno. Poucos aviões tiveram tanto impacto no mundo. Revolucionou o transporte de passageiros nas décadas de 1930 e 1940, popularizando os voos domésticos nos Estados Unidos. Após a Segunda Guerra Mundial, mais de 90% do tráfego aéreo era feito com este modelo de aeronave. Utilizava dois motores Pratt & Whitney de 14 cilindros, do tipo radial e refrigerado, desenvolvendo em média 270 km/h em voo de cruzeiro e 9 horas autonomia. Sua lotação máxima era de 32 passageiros e a cabine de comando formada por dois pilotos e um rádio telegrafista."

Sobre a Varig:

A Varig (Viação Aérea Rio-Grandense) foi a primeira companhia aérea brasileira. Foi fundada em 1927, em Porto Alegre (RS). Entre 1950 e 1970, foi uma das maiores e mais conhecidas companhias aéreas privadas do mundo.



 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.