Porto Alegre

Acampamento Farroupilha abre oficialmente com muita festa e churrasco

Os organizadores esperam mais de um milhão de pessoas até dia 20

Por: Jéssica Rebeca Weber
07/09/2016 - 20h23min | Atualizada em 07/09/2016 - 20h24min

A fumaça sobre o Parque da Harmonia anuncia: habemus Acampamento Farroupilha e, é claro, churrasco não vai faltar. O evento foi aberto oficialmente nesta quarta-feira, com a chegada da Chama Crioula — embora o clima de festa já role desde agosto, quando o primeiro caminhão com material para os piquetes entrou no parque.

Os organizadores esperam mais de um milhão de pessoas até dia 20, em programação que inclui bailes, rodeio, oficinas, palestras, tertúlias e outras atividades. Com cerca de 360 piquetes, é indicado utilizar um dos mapas distribuídos no evento para não se perder no Harmonia.

— Dentro do evento, tem tudo o que temos dentro de uma cidade. E em uma proporção gigantesca visto que isso se realiza do zero a uma cidade para um milhão de pessoas em 20 dias — diz Paulo Matukait, coordenador de infraestrutura.

Leia mais:
Bichos de pequeno e médio porte fazem alegria da criançada na Fazendinha
Acampamento Farroupilha: o que você precisa saber para curtir o evento
Piquete promove "Big Brother" do Acampamento Farroupilha

A própria denominação do cargo de Matukait já corrobora para a analogia entre o evento e uma cidade: chamam-no de prefeito do Acampamento. E, para melhorar, os caminhos entre as quadras de lotes, previamente delimitados com um levantamento topográfico feito por engenheiros, são ruas com nome e tudo: Rua Simões Lopes Neto, Rua Tia Eva, Rua Darci Fagundes...

O evento ainda têm opções de comércio e gastronomia, caixas eletrônicos, delegacia e até mercado, com açougue e padaria. Ali é possível comprar de arroz a papel higiênico. Dona do estabelecimento, que há nove anos é montado no evento, Isete Valandro, 47 anos, diz que conta com 30 funcionários.

Foi no mercado de Isete que o povo do Piquete Chama Nativa comprou a carne para o churrasco desta quarta-feira, e Jorge Ubirajara Coelho, 54 anos, foi eleito o assador do dia. O auxiliar de serviços gerais pega férias todo ano para participar do Acampamento.

— E quando termina, eu já fico com saudade — disse Coelho ao lado do costelão que assava há seis horas.

A patroa dele, Denise Coelho, 48 anos, diz que não tem jeito: chega setembro e ela "perde" o marido para o evento.

— Se deixar, ele mora aqui dentro.

O acesso ao Acampamento Farroupilha é gratuito.

Chama Crioula ficará no Acampamento até dia 20 Foto: Bruno Alencastro / Agencia RBS

Chama é levada ao Acampamento

No final da tarde desta quarta-feira, um grupo de cavalarianos retirou uma centelha da Chama da Pátria, localizada em frente ao Monumento ao Expedicionário, na Redenção, e outro grupo de cavalarianos buscou uma centelha da Chama Crioula na sede da Primeira Região do Movimento Tradicionalista Gaúcho, no Bairro Tristeza. Eles se encontraram no Acampamento Farroupilha, onde ocorreu a solenidade de "fusão das centelhas".

Nairo Antunes Callegaro, presidente do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), explica que o momento é simbólico, unindo história e presente. No Expedicionário, uma equipe faz o mesmo processo feito em 1947, por Paixão Côrtes e um grupo de jovens. A outra centelha é tirada da chama gerada em Triunfo, que percorre o Estado.

A Chama Crioula vai ficar acesa no Parque Harmonia até dia 20 de Setembro, guardada 24 horas por dia em uma alternância de guardiões voluntários.

 

Leia as últimas notícias do dia

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.