Carnaval 2017

Bloco da Bom Jesus comanda a folia na Orla do Guaíba

B Loukos desfilou nesta segunda-feira pela Liga dos Blocos Descentralizados da Capital

27/02/2017 - 20h47min | Atualizada em 27/02/2017 - 21h36min
Bloco da Bom Jesus comanda a folia na Orla do Guaíba Bruno Alencastro/Agencia RBS
Público caiu no samba quando Sandrinho Gessé começou a cantar Foto: Bruno Alencastro / Agencia RBS  

A folia na Orla do Guaíba, dentro da programação de desfiles da Liga de Blocos Descentralizados da Capital foi comandada nesta segunda-feira pela comunidade do Bairro Bom Jesus. O bloco B Loukos agitou quem quis seguir em ritmo de samba na véspera da terça-feira de Carnaval. Nesta terça, a festa continua no Parque Marinha do Brasil e também na Cidade Baixa.

— O bloco saiu de dentro da escola Copacabana para ser uma curtição sem compromisso, sem preocupação com a competição. Era um pessoal carente, que não tinha dinheiro para fantasia — lembra o presidente do bloco José Claudemir, 50 anos, o Buchecha.

Leia mais:
Saiba por que o Carnaval não é feriado e vale como dia comum para quem tiver de trabalhar
Nova liga dá visibilidade a blocos da periferia. Veja como curtir as festas

Michelle leva o estandarte do bloco Foto: Omar Freitas / Agencia RBS

Perto das 19h, a estudante Michelle Dornelles da Rosa, 27 anos, terminava de vestir a fantasia para carregar o estandarte do bloco que desfila pelas ruas da Bonja há cinco anos. A pequena Nariele Dornelles, oito anos, filha dela, porém, estava pronta para a festa, maquiada, com a faixa e tudo.

Às 19h20min, o intérprete Sandrinho Gessé — que já foi puxador de samba de várias escolas da Capital — colocou o público para pular ao som do samba-enredo do Salgueiro de 1993, Explode Coração.


Pequena foliã

Antes da arrancada do bloco, o público começava a entrar no clima da festa na roda de samba da Liga. Famílias inteiras apreciavam o pôr-do-sol do Guaíba enquanto curtiam o pagode.

A pequena Maria Clara chamava atenção pela desenvoltura. Com apenas um ano e dois meses, batia palmas e ensaiava pequenos passinhos com suas sandálias douradas, sob os olhares encantados dos pais, a consultora de beleza Mônica Rodrigues, 29 anos, e o vendedor Felipe Fauth, 32 anos, do Jardim Leopoldina.

— Ela aprendeu a caminhar há três semanas, mas já dança em casa até o chão — contou a mãe, que foi com a família pular Carnaval de blocos pela primeira vez na Orla.

Maria Clara curtindo seu primeiro Carnaval Foto: Bruno Alencastro / Agencia RBS

Acostumados a curtir a folia no circuito de blocos da Cidade Baixa, o acompanhante terapêutico Bento Fagundes, 21 anos, do Bairro Rio Branco, e a assistente jurídica Yasmin Bitencourt, 20 anos, do Bairro Rubem Berta, também foram experimentar a festa pertinho do Guaíba. Fantasiados de deuses gregos, Atena e Apolo, os dois se divertiram com o início da batucada da bateria do B Loukos.

— Eu acho melhor o Carnaval de blocos e até mais seguro — finalizou Yasmin.

Foto: Omar Freitas / Agencia RBS

Folia nos blocos nesta terça

Na Orla
/// Roda de Samba e desfiles dos blocos B Loukos, Ô Balancê, Boi Bandido e Os Panteras da Zona Norte, das 14 às 22h
Cidade Baixa
/// Rua do Perdão, na Rua da República, das 14h às 21h
/// Bloco Deixa Falar, na Rua da República, das 15h às 22h


 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.