Bloco na rua

Foliões ignoram chuva e lotam Cidade Baixa no segundo dia de Carnaval de rua de Porto Alegre

Panela do Samba fez a festa na João Alfredo, enquanto Gonhas da Folia, Cruzeiro Bloco Tronco, Bloco das Virgens e Bloco do Campinho agitaram o Bairro Cruzeiro

19/02/2017 - 20h46min | Atualizada em 19/02/2017 - 20h46min
Foliões ignoram chuva e lotam Cidade Baixa no segundo dia de Carnaval de rua de Porto Alegre Mateus Bruxel/Agencia RBS
Multidão tomou conta da João Alfredo, onde o bloco Panela do Samba fechou o primeiro fim de semana de Carnaval de rua Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS  

E a galera quer é botar o bloco na rua: apesar da chuvarada que se anunciava desde a manhã, o domingo foi de festa na Cidade Baixa, onde o bloco Panela do Samba fechou o primeiro fim de semana de Carnval de rua do bairro – no sábado, Galo de Porto, Do Jeito que Tá Vai e Maria do Bairro haviam tirado 25 mil pessoas de casa. No Bairro Cruzeiro, os blocos Gonhas da Folia, Cruzeiro Bloco Tronco, Bloco das Virgens, Bloco do Campinho uniram-se a convidados para embalar os foliões na Avenida Tronco.

Leia mais:
O que deu certo e o que não funcionou no Carnaval de rua de Porto Alegre
Confira a programação do Carnaval de rua de Porto Alegre
Ei, você aí, não gasta dinheiro aí: veja dicas para um Carnaval mais barato

O segundo dia de Carnaval de rua ainda não tem estimativa de público, mas a multidão que se apinhava na João Alfredo para ouvir clássicos do feriado, como Canibal e Do Seu Lado, parecia não ligar para o céu cinza, que a cada minuto ficava mais escuro. Quando a chuva de fato caiu, forte, por volta das 19h30min, de cima do trio elétrico o puxador da Panela do Samba deu o tom:

– A gente quer é chuva! Pode mandar mais!

Chamou a atenção a segurança do primeiro fim de semana de folia: do início da tarde de sábado até as 19h30min de domingo, a Brigada Militar (BM) não havia registrado nenhuma ocorrência policial no local. Para dar conta da multidão, um ônibus na BM foi instalado na rótula das ruas João Alfredo e República – dali, era feito o monitoramento 360° através de câmeras. Além disso, 50 homens do 9° Batalhão estavam a pé ou de moto circulando pela região, que contou com reforço do Batalhão de Operações Especiais.

Com início por volta das 17h, o único bloco que movimentou a Cidade Baixa no domingo tinha previsão de fim para as 21h. Depois das 19h, quando a chuva deu as caras, parte do público já começava a dispersão. O Carnaval de rua de Porto Alegre tem sequência no próximo sábado, quando a Banda DK sai da Rua da República, também por voltad das 17h. Vale a torcida para que a chuva dê trégua – não que isso faça diferença para os foliões.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.