Transporte coletivo

Rodoviários de Porto Alegre convocam votação geral para decidir proposta das empresas

Plebiscito vai começar às 4h30min de sexta-feira e deve seguir até o início da madrugada de sábado

23/02/2017 - 16h40min | Atualizada em 23/02/2017 - 16h40min
Rodoviários de Porto Alegre convocam votação geral para decidir proposta das empresas Ronaldo Bernardi/Agência RBS
Foto: Ronaldo Bernardi / Agência RBS  

O Sindicato dos Rodoviários de Porto Alegre vai realizar uma votação com toda a categoria para definir se aceita ou não a proposta encaminhada pelas empresas de ônibus. A votação vai começar às 4h30min de sexta-feira e deve seguir até o início da madrugada de sábado. As informações são da Rádio Gaúcha.

Em assembleia realizada na quarta-feira, os trabalhadores não aprovaram a proposta dos empresários: reajuste de 5,5% nos salários, aumento do vale-refeição para R$ 25 e alteração no desconto do plano de saúde para R$ 50. De acordo com o vice-presidente do sindicato, Sandro Abbade, a ideia é que toda a categoria possa participar da decisão. Na assembleia que negou a proposta, cerca de 150 pessoas estavam presentes.

Leia mais:
Usuários de ônibus poderão acompanhar o deslocamento por GPS 
Passagem entre R$ 3,29 e R$ 4,24? Entenda o simulador de tarifas

— Não é justo que 150 decidam por 10 mil trabalhadores — afirmou Abbade.

Segundo a Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP), as negociações estão encerradas.

Somente após a assinatura do acordo entre empresas e rodoviários é que a prefeitura de Porto Alegre poderá calcular o novo valor da tarifa de ônibus da Capital. A inflação sobre os insumos e o percentual de reajuste aos trabalhadores são os principais responsáveis pelo aumento anual.

Cálculo prévio da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), considerando reajuste de 5,15% aos trabalhadores, chegou a valores de passagens entre R$ 4 e R$ 4,05.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.