Transporte coletivo

Rodoviários e empresas de ônibus de Porto Alegre avançam em negociação salarial

Plano de saúde dos trabalhadores foi prorrogado até quarta-feira, quando propostas serão discutidas em assembleia

20/02/2017 - 20h55min | Atualizada em 20/02/2017 - 20h55min
Rodoviários e empresas de ônibus de Porto Alegre avançam em negociação salarial Ronaldo Bernardi/Agência RBS
Foto: Ronaldo Bernardi / Agência RBS  

Representantes dos rodoviários e das empresas de ônibus de Porto Alegre se reuniram novamente, na tarde desta segunda-feira, para discutir o dissídio da categoria. Diferentemente dos outros encontros, houve avanços na negociação salarial dos trabalhadores. As informações são da Rádio Gaúcha.

Na reunião, que durou mais de duas horas, os rodoviários fizeram uma nova proposta aos empresários, pedindo reajuste de 5,5% nos salários, referente à inflação, para ser pago em parcela única, além da manutenção do plano de saúde e vale-alimentação de R$ 25,50.

Leia mais:
"Não há nenhuma desavença", diz secretário sobre renúncia na Carris

Paralisação afeta 140 mil passageiros, de acordo com a EPTC 
Reunião sobre dissídio dos rodoviários de Porto Alegre termina sem acordo

O assessor jurídico da Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP), Alceu Machado, afirma que o plano de saúde da categoria, que estava suspenso durante o período das negociações, foi prorrogado até quarta-feira. No entanto, o aumento no vale-refeição está praticamente descartado. As empresas querem que o valor seja mantido em R$ 23 para garantir o pagamento do benefício também durante as férias.

— Nós vamos ver agora o que vamos responder à essa postulação deles. Vamos fazer amanhã (terça-feira) reuniões internas para avaliar os pontos das propostas. A questão do vale-alimentação a gente já rechaçou. Aí é extrapolar sobre todos os aspectos — disse Machado.

O presidente do Sindicato dos Rodoviários da Capital se disse satisfeito com os avanços na negociação salarial, principalmente com a liberação do plano de saúde. Uma assembleia será realizada na próxima quarta-feira, às 19h, onde a categoria irá decidir se aceita ou não os pontos discutidos na reunião.

— Tivemos um avanço. Já melhorou a situação. Amanhã, a patronal vai oficializar a proposta e nós vamos apresentar para a categoria — disse Adair da Silva.

Assim que rodoviários e empresas de ônibus definirem o reajuste da categoria, a prefeitura de Porto Alegre poderá fechar o cálculo do novo valor da passagem de ônibus. Segundo uma estimativa prévia, a tarifa deve ficar entre R$ 3,95 e R$ 4,05. Hoje, andar de transporte coletivo na Capital custa R$ 3,75.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.