Transporte

Crea acusa diretor de Operações da Trensurb de exercício ilegal da função

Administrador de empresas Diego José Tarta foi multado pelo Crea-RS por ocupar cargo previsto para engenheiro, segundo a entidade 

Por: José Luís Costa
04/03/2017 - 19h48min | Atualizada em 04/03/2017 - 23h55min

O diretor de Operações da Trensurb, Diego José Tarta, foi autuado pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado do Rio Grande do Sul (Crea-RS) por exercício ilegal da profissão.

De acordo com a entidade, há cerca de 30 dias, o diretor está lotado em cargo que deveria ser ocupado por engenheiro — Tarta é formado em Administração de Empresas.

— O regulamento da Trensurb descreve as tarefas do diretor de Operações e elas se enquadram em cargo que necessita um engenheiro — afirma Melvis Barrios Junior, presidente do Crea-RS.

Leia também:
Trensurb fica mais de três horas sem operação por problema de sinalização
Um aeromóvel para a Região Metropolitana?

A autuação ocorreu nesta sexta-feira, na sede da Trensurb, em Porto Alegre. A infração, conforme Melvis, fere artigos da Lei Federal nº 5.194. Segundo o presidente do Crea, Tarta recebeu uma multa que beira R$ 4 mil e terá 10 dias – a contar da data da autuação – para apresentar recurso junto à entidade.

A autuação não tem poder de afastar o diretor do cargo, mas, se isso não aconteceu, o Crea-RS pretende encaminhar uma representação ao Ministério Público Federal do Trabalho. O argumento é de que a atividade é técnica e se, desempenhada por pessoa não habilitada, eventualmente, pode causar risco às operações da Trensurb. 

Por nota, Tarta disse que foi surpreendido pela autuação, mas que está em contato com o Conselho Regional de Administração do RS para demonstrar que as atividades do cargo são de competência de administradores de empresas. Confira a nota na íntegra: 

"A descrição das atividades da diretoria de operações, constante no Regimento Interno da Trensurb, é eminentemente de atividades de gestão. Além disso, a lei 13303 de 2016 - Lei Geral das Estatais – que dispõe sobre o estatuto jurídico da empresa pública, da sociedade de economia mista e de suas subsidiárias, no âmbito da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, estabeleceu regras bastante rígidas para nomeação dos diretores, estando meu nome aprovado em conformidade com a legislação pela Casa Civil, Ministério das Cidades, Órgãos de controle e Trensurb.

Fui surpreendido pela autuação do CREA, sem ao menos ter recebido anteriormente uma notificação oficial. Já estou em contato com o Conselho Regional de Administração do RS - CRA-RS para demonstrar que as atividades deste cargo são de competência dos Administradores de Empresas". 


 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.