Transporte público

Empresas de ônibus adiam pagamento de reajuste salarial dos rodoviários em Porto Alegre

ATP justifica atraso no aumento das passagens para tomar medida

31/03/2017 - 12h24min | Atualizada em 31/03/2017 - 12h24min
Empresas de ônibus adiam pagamento de reajuste salarial dos rodoviários em Porto Alegre Félix Zucco/Agencia RBS
Foto: Félix Zucco / Agencia RBS  

As empresas de ônibus de Porto Alegre decidiram atrasar o pagamento do reajuste salarial de motoristas, cobradores e fiscais em um mês. A confirmação foi feita nesta sexta-feira pela Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP). Com isso, o salário de março a ser pago em abril ainda virá sem o aumento acordado em convenção coletiva no dia primeiro de março.

A justificativa dos empresários é a demora em instituir o aumento das tarifas de ônibus, que entrou em vigor hoje. Segundo a ATP, o reajuste nas tarifas deveria ter ocorrido logo após o dissídio, no início do mês.

Leia mais
Com aumento da passagem, integração do Trensurb vai a R$ 5,18
Linhas de ônibus serão dividas em 14 bacias no RS
Pacote de licitações prevê novo tipo de rodoviária no RS

As empresas alegam prejuízo, ainda, no pagamento retroativo dos salários. O reajuste conta a partir de primeiro de fevereiro, a da data-base da categoria. O salário acrescido do aumento entrará somente na folha de maio.

Procurado pela reportagem, o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte (Stetpoa) diz que já esperava uma ação do tipo pelas empresas. Conforme o vice-presidente da entidade, Emerson Dutra, o sindicato vai adotar medidas judiciais para garantir o pagamento imediato do reajuste. O sindicato também sinaliza se mobilizar para protestar contra o atraso.

Leia as últimas notícias


 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.